domingo, 30 de maio de 2010

Eu entendo a sua dor, eu entendo que é sua
a dor

É sua escolha, é sua

A Decisão
Você, só você pode saber o que é melhor pra você

Só você sabe de fato o que se passa em sua alma

Só tento chegar mais próxima de uma possível compreessão

Eu só posso tentar entender
Você

Você poderia ao menos deixar
que eu te entendesse

Tentar compreender

Eu tento

Tento para poder se for necessário
saber a hora de lhe estender a mão, cuidar do seu coração
acolher-te

...

(to be continued)
Alice concluiu um fato, um fato de fato muito triste pra ela concluir, porém, irrevogável; que as pessoas se não tem problemas, elas procuram ou criam ...
"--Como pode" , ela pensou consigo mesma.
"-- Como pode ser, tá "tudo bem", não satisfeitos as pessoas procuram deixar ficar "tudo mal"...
Eu mesma sou, já fui criadora e crio problemas ...

Perdão

Preciso te perdir perdão
Mas não foi em vão
acredite que não

Será que você me perdoa
sei que a hora não foi boa
mas nunca é, sempre soa fora do tom
descompassado, soa fora de hora o adeus

Contudo, eu tinha que ir
Precisava partir

(You say goodbye and Isay hello)

Triste

É tão triste o fim
da mesma forma que é necessário
Era inevitável, melhor assim
É sério, vai por mim
sem mim está melhor
Estará beeem melhor sem mim
É o tempo que dará sentido
Com tempo tudo re significará
E você entenderá que foi melhor e que
o fim em verdade não é triste, tão pouco infeliz
Não obstante um "mal" necessário
Um "mal" que é todo para o seu bem

Parti

Parti
Fui embora por que já era hora
Era hora de partir, sumir
Fugi
Queria fugir, desaparecer
Emerger
aparecer num outro ser
Ser
Ser uma outra que não eu
Desaparecer
Refazer-me de mim, me desfazer
Enlouquecer
Enlouqueci, ou apenas parti
Parti
Partida ao meio, desapercida em mim
Desapareci
Deixando de existir pra vc, para poder ser eu denovo
Refazer
Preciso me reinventar, me deixar
Partir
Sumir, preciso ser um outro eu
Reiventar
Torna-me outra, outra versão minha
Apazigar
Para fazer as pazes comigo, ficar bem em mim
Aceitar
aprender a aceitara me reformular para poder
Voltar
Torna-me quem sou

Parti

Parti
Tive que ir, tive que ficar o mais longe de ti
Parti
Me cindi em duas, me parti em mil em mim
Resisti
Ao seu desdém, a nossa dor porque
Parti
Já não aguentava mais tanto lamento
Parti
Meu coração ferido, se coração partido
Sofri
Pela dor nos olhos teus, pela frieza que olharam os meus
Parto
E me reparto em tantas que já não me
Reconheço
já não mais sou ou fui já não mais me
Pertenço
Sou do Tempo,, pertenço as memórias, sou aquela que precisa se
Redefinir
Preciso me deixar, preciso partir
Partir
Sim, tenho que ir, deixar quem sou
Reinventar
Sim, preciso me reinventar
Sobrevivi
Sobreviverá a mim, sobreviveremos a nós
Resignifique
Persista, continue seu caminho
Parti
Chegou minha hora, não há mais porque ficar

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Frases de Goeth




" Do céu, através do mundo, até o inferno" Fausto


"Natureza! Estamos rodeados e envolos por ela, incapazes de sair dela e incapazes de aprofundarmo-nos nela. Sem pedirmos e sem nos previnir, ela nos leva para a roda de sua dança, arrastando-nos até, fatigados, cairmos em seus braços. "



"Experiência pura é a forma em que a realidade se nos apresenta somente quando a ela dirigimos o nosso olhar com completa isenção de nós mesmos"


"Visto que o observador nunca vê com os olhos o fenômeno puro, uma vez que depende de seu estado de ânimo, da disposição momentânea do órgão observador, da luz, ar, condições metereológicas, corpo, modo de tratamento e inúmeras outras circunstâncias, é preciso sorver um mar completo se queremos nos ater á individualidade do fenômeno para observar, medir, pesar e descrevê-la."


" A teoria em si e por si para nada serve a não ser nos levar a crer na conexão dos fenômenos"


"Experiência pura é a forma em que a realidade se nos apresenta somente quando a ela dirigimos o nosso olhar com completa isenção de nós mesmos"


Renata Paupitz
Frases de Goeth
http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs?cmm=4951&tid=5286591359648885025&start=1

"O homem apenas conhece a si mesmo á medida que conheçe o mundo, encontrando este dentro de si e a si mesmo nele. Cada objeto corretamente comtemplado suscita em nós um órgão novo." Goeth

Goeth















"Dualidade da aparência como opostos:

Nós e os objetos

luz e trevas

corpo e alma

espírito e matéria

Deus e mundo

pensamento e extensão

ideal e real

sensibilidade e razão

fantasia e intelecto

ser e aspiração

Dois lados do corpo

direito e esquerdo

respirar.

Experiência física:imã."

terça-feira, 18 de maio de 2010

Não, não me calo
apenas uso o silêncio para lhe falar mais profundo

Peço, imploro
Esqueça-se de mim

Apague da mente que já fomos nós
Tenha a certeza sua vida está deveras melhor sem mim

Te amei, amei sim
Contudo amei mais a ideia de amar
que amar enfm
No fim eu me enganei
sim, me iludi
Entretanto, quando a verdade se revelou
se instalou em meu coração o tormento
o tormento que é comprender
que me enamorei foi pela ideia de viver um grande amor

Não, não me calo
apenas uso o silêncio para lhe falar mais profundo

Adeus, amor é melhor assim
Sim, sim a dor parece sem fim
fim a dor terá, assim que se libertar de mim

Não, não foi em vão
apenas não sou o que pensaste de mim

Agora sim, poderá viver de fato
um amor puro

Então, adeus
Não, não me calo
apenas uso o silêncio para lhe falar mais profundo...

(em construção)

O outro

Já não sei mais quem fui
Não sei mais os caminhos que me trouxeram até aqui
Já não me reconheço
Quem eu sou além de versões de um outro eu
Quem é essa refletida no espelho
Que sentimento é esse que me paralisa, me anestesia
Aonde está a felicidade que em mim mesma escondi
Estará na lógica que recrimino
Ou, em sua ausência
Já não sei mais quem venho a ser
Pois que sinto que nunca fui um eu completo
Contudo, um enterno vir a ser

(em construção)

sábado, 1 de maio de 2010

Quando Renata chora ...

Quem sou eu?
Para aonde vou?
Vou pra onde?
O quê eu sinto?
Aonde estão meus pensamentos???
Indagações que me guiam para o meu processo de individuação.
Quem me acompanha nessa jornada?
Quem me estenderá a mão quando eu precisar de ajuda?
Quem me perdoará pelas minhas atitudes impulsivas (impensadas, insensatas) ?
Quem vai relevar meus erros mais incoerentes?
Quem me amará mesmo com esse meu jeito "excêntrico" de ser?
Questões que meu coração sente respaldado pela minha razão, onde minha alma alma clama por atenção, empatia, amor arethé ...
Não sou nem boa nem má, apenas humana, demasiadamente humana!

. . .