domingo, 25 de abril de 2010

http://www.flickr.com/photos/r26b/sets/72057594139769692/

Pra ser bem sincera ...

Queria muitas vezes não precisar querer, tão pouco não ser necessário, todavia muitas vezes é crucial dar um bom "chega pra lá".

Acho um "saco", é muito inconveniente ter que "dar um fora" em alguém, inobstante, sua aplicação é deveras pertinente qual mais essencial.

Que desfortúnio ter que fazê-lo!

. . .

Espalhe o que for bom pelos ventos...

Pense nisso; só porque você quer conversar, não significa que queiram conversar ...
As vezes pode ser você, as vezes pode ser sobre o que você fala, não obstante, pode não ter absolutamente nada com você!

As vezes, a pessoa com quem você quer conversar, queira conversar sim, mas consigo mesmo.
Ou, com outra pessoa, porque sabe que será ouvida, não apenas emprestará seus ouvidos.

Adoro conversar!
Quando o outro sabe ouvir!
Adoro dialogar, quando o outro sabe o signficado e a diferença de monólogo e, principlamente, de despersonalizar.

Tem pessoas que "vestem a carupuça", interferindo na real inter relação.

Só porque falo que me incomodei com um comportamento de uma pessoa e, você se identifique com tal comportamento, saiba que falo de outrra pessoa, não se implique a questão.

No caso contrário, se você tivesse falando de algo, ao qual eu me associasse, saberia que fala de algo semelhante, mas não de mim.

Um dos grandes problemas das pessoas, é o egocentrismo, se sentirem o centro de tudo!
Nossa, até nos exemplos; se falo digamos que você blá blá blá, o você neste caso, não se refere a você de fato, uma queixa, um exemplo, uma hipótese, não tem relação direta nem indireta a você.
Nem tudo na vida, no mundo, se refere a você!

Eu me incomodo com #, você se incomoda com *, não sou obrigada a concordar com você, nem você precisa aceitar tudo qu digo.

Apenas respeite.
Não espere que eu seja um antidoto a seus problemas
Não espere que eu vá sempre levantar seu astral.
Quando você simsplesmente levantará a si mesmo?

Se você não tá bem e, ficou sabendo que a outra pessoa com quem você conversar, não está 100%, respeite, deixa-a relaxar!

Não espere que ela vá se comportar como você acha ou, espera, quer...
Deixa-a ser simplesmente!

A harmonia interior pode e deve ser "transbordante", digamos assim.

Assim como os raios do sol, que não se aprisionam por detrás das nuvens, ao contrário, continuam a "transbordar", assim deve ser a paz de espírito.

Se lhe falta tranquilidade interna, então tente "importa-la".

Só devemos importar exportar sentimentos bons.
Os ruins, devemos tentar resignificar, transformar em bons.

Resignifique o quê não é bom.
O quê for bom, espalhe pelos ventos ...

Mudança!

Não é tão fácil, entretanto faz se necessário mudar certos hábitos.
Não sei ao certo, se todos, mas com certezas alguns!
Pouco a pouco, não dá para abrir mão de certos comportamentos vicíados ...
Contudo, gradativamente podemos alterar certos hábitos, sim!!!!!!!

MC

Minha confidente querida!!!!!
Você faz uma falta incrível!!!
Seria tão bom tê-la novamente por aqui ...
Como preciso do seu espírito planejador!!!
Você, suas metas, seus projetos de vida ...
Você é uma inspiração!!!!!!!!!!!!!
Te amo de montão!!!!!!!
Beijo grande, abração!!!!!

Mentira

Pessoas mentem.
Mentem por medo.
Mentem para proteger alguém ou a si mesmas.
Mentem para si mesmas, não só para os outros.
Isso não os fazem serem maus.
Mentem simplesmente por fazer parte da natureza humana.
As vezes a vverdade pode destruir alguém.
Enquanto que uma leve mentira, pode evitar isso!
As vezes uma mentira, pode ser para o bem ...
Pessoas mentem, as vezes por não saberem a verdade.
Pessoas mentem!

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Alice e o relógio

Não queria morrer, definitivamente não era isso que Alice queria.
Queria apenas não ter tanto medo de viver!
Acovardara-se perante a vida, anestesiada de pavor se via quase sem saída.
Não sabia o quê fazer, entretanto, continuava lutando para se descobrir.
Insisita, persistia, sabia que um dia se encontraria.

(em construção)

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Celebrar

Vviva a liberfafe de ir e vir!
Liberdade de pensar, sentir ...
Celebremos a liberdade de amar!!!!!!!!!!!!

domingo, 18 de abril de 2010

As pessoas são importantes.
Mas, ninguém, ninguém é mais importante que você!

Família, amigos, outras pessoas, de fato, importam e muito, precisamos dos Outros!
Contudo, não há ser mais importante na vida que você!

Amar é fundamental, ser amado é essencial!

Contudo, amar a si mesmo é vital!

Não é tão relevante o quê Outro pensa ou sente em relação a você!

Entretanto, o quê você pensa e sente sobre você mesmo, isso é deveras primordial!
Como você se vê, é de suma importância!

Cuide-se, se ame!

Seja generoso consigo memso!

Seja seu melhor amigo!

Seja o grande amor de sua vida!

Só assim, apenas assim,
o amor pelos outros pode de fato ser legítimo!

Sem carências, sem projeções!

Uma relação legítima e real, saudável e "justa", assim por dizer, devido ao fato de que, se o outro faz algo para nos agradar em dentrimento de sua real satifação, logo isso não é amor, mas a ausência dele.

Querer agradar o outro, é anular a si mesmo, submeter-se aos desejos de outrem!

A real satisfação está quando se faz o que se quer, de comum acordo!
Se você quer algo de acordo com o outro, se ambos desejam algo semelhante, "perfeito"!

Nunca abra mão dos seus desejos pelo outro!
Não renuncie a si mesmo, não se coloque na mão alheia!

Nada de submissão!

Logo, amar a si mesmo se faz necessário, para poder amar e ser amado por outros ...

(amor areté, amor eros, há vários amores...)

Para reflexão e conclusão próprias!

RMC

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Notícias suas

Querido,

Sei que deve estar chateado, talvez até magoado comigo!
Entendo que nem deve querer falar comigo, me ver, sequer ouvir minha voz...
Contudo, gostaria de ter notícias suas.
Espero que um dia perceba que terminar foi a melhor decisão tomada!
Com muito carinho, eu.
Não sabia o quê queria. Perambulava pelas esquinas da vida, sem saber para onde ia, pra quê ia.... Ela se sentia perdida.

(em construção)

terça-feira, 13 de abril de 2010

O quê fazer quando não se sabe, o quê fazer?

Esperar!

O tempo é e, acredito sempre será a melhor resposta, a melhor forma de resolver indecisões ...

Questões egoicas

Quando se tem um ego estruturado, nada nem niguém pode nos desestruturar.
De fato, nós desestruturamos porque permitimos ...

A questão é que um ego frágil tende a ser alvo frágil. Assim sendo, fica sucetível a quaisquer influência do ambiente, seja positiva ou negativamente.

A questão egoica é um fator pungente, quando falta auto estima ao indivíduo.
O amor próprio é fator preponderante na existência humana.

Como a pessoa se vê, como se auto percebe, como ela se sente em relação a si mesma, são fatores que nortearão sua vida, influeciarão suas decisões, seu comportamento e tudo o mais que lhe diga respeito.

Concluindo, amar a si mesmo é de sobremaneira importante!
Não é apenas uma questão egoica, como é acima de tudo, uma questão existencial de qualidade de vida! (redundante?)

sexta-feira, 9 de abril de 2010

A conscência de sonhar

Tenho a plena consciência do quanto soa loucura certos desejos meus, sei que são em verdade; devaneios, sim, desvario puro! Divagações, nada mais!
Desejei e acho que no fundo, "beeem do fundo do meu sub consciente", continuarei desejando um certo amor, que sempre fantasiei, contudo, só os deuses sabem porque nunca passou de uma fantasia ...

Estudei na mesma escola que ele em 1994, entretanto, nunca nos conhecemos, sequer nos esbarramos no recreio, na saída, nunca!

Não obstante, em 1996 eu estava no Sul da Bahia, numa cidadezinha chamada Cumuratiba, quando um menininho de aproximadamente cinco aninhos me pegou pela mão e disse duas vezes: " ei, ei, seu namorado, quer falar com você!" Intrigada, pois eu não tinha namorado, fui ver se conhecia, se era brincadeira ou, um amigo imaginário...

Qual foi minha surpresa, era ele, o gato da escola, que por mais de um ano, platonicamente admirei de longe no recreio, único horário que podia vê-lo (...)

Ele estava sentado numa mesa de jogos de cartas, ao me ver, levantou-se e, puxou uma cadeira ao seu lado, para que eu pudese nela me sentar.

...

(continua)
O bom de ter consciência, na verdade é saber usa-la!
O fato de se ter consciência de estar divagando, é de suma importância para evitar maiores decepçõs, pois, se estamos a divagar, algo não saiu como pretendíamos ou, está fora do nosso acance, logo os devaneios aparecem pra minimizar uma frustração de não ter vivido algo tão desejado.Isso é uma das minhas hipóteses para os "delírios conscientes". (ha ha ha)

Eu "sonho muuito acordada", sei, tenho consciência de estar devaneando, divago por tantas razões, na maioria das vezes, o faço pois não consigo aceitar que certo fato não aconteceu, poderia ter ocorrido, mas ...

Mega frustrante, acontece! Muitos exclamam : " É a vida!"

Logo, o devaneio vem como uma forma catártica de lidar com a frustração, acredito!
Acredito mesmo!
Devaneios, sonhos
desejos, anseios

Pensamento vagueia looonge
me leva atééé 1996
Bahia, Cumuruxatiba

. . .

Quantas vezes e mais tantas outras
rebubinei os pensamentos
e voltei pra aquele cenário paradisíaco ...

Contudo, o sonho acaba e me acordo
apesar de já desperta

Não posso reviver esses dias
muito menos o ano de 1996

Se eu pudesse
Ah, se eu pudesse ...

Ei, acorda!!!!
Opa, já ia devanear novamente ...
A mente, estado consciente
pensamentos, as atividades sinápticas

reações sensoriais, emoções

O indivíduo é um ser pensante e ao mesmo tempo emotivo
Uns mais emotivos, outros mais racionais

E, nesse universo de individualidades muitos egos se esbarram, as vees até se degladeiam ...
Contudo, o amor ainda se faz presente ...

Mesmo em sua ausência, o amor de certa forma, está ali, aqui, em nós
Seja como uma doce lembrança, apenas uma recordação, uma saudade
Quem sabe até uma fantasia, amor platônico?
Ah, quantos devaneios a mente humana se deixa levar quando o amor parece chegar ...
Muito ruim sentir saudades
pior
nem ter noticias

O tempo passa rápido
e ao mesmo tempo
o tempo parece em câmera lenta

Parece que foi ontem
que nos conhecemos
nos víamos quae todo dia

E, agora
não sei de você

Virtualmente, de certa forma, até sei

Entretanto, não quero um relacionamento virtual

Mas, também, como posso saber
se você quer algo comigo?

Já se passaram tantos anos
Nunca consegui te falar, nem demonstrar
o quanto te queria ...

Ainda quero...

Quem sabe um dia
um dia nos reencontremos novamente...

Estudamos na mesma escola
mas, só fomos nos conhecer no Sul da Bahia ...

Vou parar de fantasiar
sei que é só um sonho
que insisto em sonhar acordada
Preciso acordar pra realidade
Você está em Sampa
Eu estou no Rio

Você não sabe o quanto te quis
Não faço ideia se algum dia você me quis também

Contudo
Sei que preciso parar de sonhar
Por mais lindo e maravilhoso que seja
. . .

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Amigos

A falta que um bom amigo, que uma boa amiga faz
Nada melhor que uma boa conversa entre amigos para levantar o espírito que se encontra perdido, sem paz, ...
Não estou triste
mas também não me sinto feliz

Sinto-me apenas chateada
intrigada com alguns fatos da vida

Irritada com certos acontecimentos passados recentemente
Contudo, persisto me enconrajar a mudar meu foco
Persisto em me tirar da cama, quando nela quero ficar
insisto em me fazer levantar, acordar pra vida
Mesmo que minha vida no momento não seja tão produtiva como fora outrora.

Entretando, voltará a ser
Voltarei a ser um ser no mundo que produz, que troca ideias, argumenta, contra argumenta
Preciso disso, preciso ser instigada intelectulamente, niso está o meu sentir vivo
É isso me deixa feliz!

Por isso, que a Filosofia me fzia tão bem, me deixava tão entusiasmada
Filosofar é viver, é respirar o saber
E, melhor, é uma troca mútua
É uma fonte inexorável do essencial a alma humana, o conhecimento

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Eu queria tanto um amor, que a mais remota possibilidade de experenciá-lo, eu "agarrava com unhas e dentes" até alguém sair ferido ou quase machucado ...

Nesse último ano, experienciei relações amorosas opostas; um mesquinho, egoista, imaturo emocionalmente, mas que gostava muito de mim, só não sabia como e morria de medo disso, até por isso que "colocava os pés pelas mãos". E, o outro, me amava DEMAIS, dava atenção DEMAIS, era DEMAIS... O 1o sem noção da falta de tato, sem eperiência nenhuma de como ser namorado, estava aprendendo a estar numa relação de verdade, sem ser platônica e patológica.... O outro, carente DEMAIS, disponível DEMAIS, parecia que eu era sol e ele a terra que girava ao meu redor, se eu estava com ele era dia, radiante e cheio de vida.
Mas, se não estava, parecia que sua vida tornava-se mais escura que a noite, mais fria e solitária que a madrugada de um dia de semana de trabalho...

Aprendi que me amo demais para perder tempo e dinheiro com mesquinhos, assim como não me deixar cair em dramalhões açucarados nem declarações amorosas repentinas ...

Por mais que eu quizesesse, pois já nem quero mais no momento, viver um grande amor, por mais doce, agora quero apenas meu amor próprio!

Não quero alguém projetando suas carências em mim, me "responsabilizando" ou, fazendo entender que eu seja respnsável por estar sozinho ou, como se o abandonasse ...

Eu sou responsável por mim!
Me responsabilizo por me fazer feliz!

E, se eu achei que amava, logo agia de acordo com quem acreditava estar amando.
Se dei a entender que amava, foi porque eu mesma acreditei que amei.
Logo, eu mesma me enganei, me iludi com a fantasia maravilhosa de sonhar que estava vivendo um grande amor, como eu tanto quiz e, nem quero mais por hora!

Quero investir no meu futuro profissional!
Vou invetir no meu projeto de vida!
Sou responsável por mim!

A única estória de amor que quero viver no momento, é comigo mesma!

Chega de justificar os erros dos outros!
Chega de permitir que os outros me façam sentr culpada por querer encontrar meus amigos ou, por merecer um cuidado, um gesto cavalheresco, uma gentleza...

E, em contra partida, chega também de tanta gwntileza demasiada!
Chega do otutro tentar me agradar!
Que ambos queiramos algo em comum, se não, tentemos chegar num consenso!

Paz! Harmonia!
Diversão e tranquilidade!
São coisas que quero e, lutarei para manter, por enquanto!

Se eu for me relacionar com alguém, que seja alguém sem muitas expectativas, que saiba curtir o momento e, que me dê espaço, ...

. . .
Expectativas são normais, desde que tenhamos consciência de que por serem projeções do nosso desejo, podemos nos frustrar ...
Tenho isso em mente, há de se criar estratégias psíquicas, negociar razão e emoção, há de se chegar num consenso cognitivo emocional ...

Exemplo?

A)A expectativa de uma entrevista de emprego;

"Seria muito bom conseguir, é um bom salário, boa carga horária ..." -Lado positivo

"É longe, demora muito para chegar..." - Negativo

B) Alguém se interessa por você, a princípio você nem tava interessado, mas...

"Poxa! Bom alguém se interessar, legal, faz bem pra auto estima"
"Parece uma pessoa legal. Vou ver no qu dá"

"Ai, vai que ele não beija bem? E, se for leninho?"


Para tudo na vida há os prós e contras. Como lidamos é o diferencial.

Recentemente por exemplo, fiquei solteira;

"Vou poder fazer as coisas que eu gosto, sem me preocupar!"
"Reencontrarei meus amgos aonde for, quando for ..."


"Faz falta ter a companhia da pessoa que namorava, mas se continuásemos nos odíriamos eventualmente."

"Ele deve tá me odiando... Espero que passe logo!"


"Viajei", contudo o blog é meu, esse espaço é mesmo para escrever o que penso, seja algo profundo, importante ou apenas "conversa fora", trivialidades ...

Se vc esperava algo mais sublime, poético, lamento frustar suas expectativas...
hehehe