sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Se você me deixasse gostar de você
tenha certeza, que não o magoaria
Ao menos, de tudo faria
para não te decepcionar

Um dia, você conseguirá gostar de mim
sem medo, sem receio, sem me afastar...
Eu só espero que não demore muito
Por enquanto, fico aqui a te esperar
se vai decidir comigo ficar

Agora já está ficando tarde
Talvez, já o seja
Talvez eu nunca tivesse chance
a mínima chance que fosse
de entrar no seu congelado coração
Desisto então
...

(não acabou, porque nunca começou, poema sem fim, sem porquê)

domingo, 25 de outubro de 2009

Me apaixonei, mas não não acreditei
que fosse ter retorno
Te conquistei, para surpresa minha
Tivemos momentos de alegria
Contudo, veio o abandono
Você desistiu antes mesmo de tentar
Disse me amar, porém o medo foi tanto
Que prefiriu se afugentar
O tempo passou
Você quiz regressar
Queria mais uma vez tentar
Entretanto, continuou a se distanciar
Continuou a ignorar o sentimento
O sentimento que nos uniu
O sentimento que nos une
Você insisti em me enxotar
Eu não quero mais
nem vou persisitir
Se você quer partir
Se você não quer investir
Então, adeus
Eu não vou mais teimar
Já compreendi
Se você não quer
Eu vou me afastar
Eu achei que fosse amor
eu até senti uma imensa dor
Eu acreditei no aroma da flor
Mas, ela não desabrochou
Eu cuidei, reguei, arei a terra


(falta alguma coisa, não conigo dar sequência)
Me apaixonei
Não acreditei
Que fosse
Te conquistar
Muito menos
te namorar
Eu tentei
Eu insisti
Eu quase desisti
Mas, por algum motivo
Investi
Contudo
Te perdi

Um tempo se passou
Você me procurou
Achei que dessa vez
Talvez, pudesse acertar
Entretanto,
você continua a se distanciar
Por mais que eu tente
não me importar
por mais que eu tente
relevar
Não consigo mais
É demais para mim
Me exauri
Então adeus
Seja feliz


(em construção))

sábado, 17 de outubro de 2009

Se eu pudesse te fazer entender
eu só quero curtir o pouco do tempo que temos
sim, " pouco tempo que temos"
porque eu não vou gostar de você para sempre
Não sonho com um futuro para nós dois
Pois, não haverá nós dois
Amanhã e depois, pode até ter eu e você
Contudo, nunca mais seremos nós
Nem sei se algum dia fomos
nós
...

Você entende?
Eu posso até sair com você
ficar derretida de amores por você
Porém, nunca mais entrego meu coração a você

Quando você me devolveu
Meu coração implorou que nunca mais a ti retornasse
Logo, não há nenhuma possibilidade de você possuir meu coração
NUNCA MAIS!
Pode soar incoerente, eu dizer que me derreto de amores por você
e nunca mais entregar meu coração a você
Bem, ser humano, é ser incoerente, inconsequente
E, como você adora agir, o ser humano também pode ser muito sonso
e super hipócrita!

Ao menos, eu sou incoerente, impulsiva, mas não me faço de desintendida
Não sou sonsa, não me faço de sonsa
Não gosto de joguinhos
Não gosto que briquem com meus sentimentos

Se para você amanhã tá bom
pois para mim, não tá mesmo!
Amanhã será tarde
Mas. você sempre faz as piores escolhas

Tem uma música que agora tem tudo a ver
"The same mistake", o trecho que ele fala
"Give me reazon, don't give me choice"
Enfim, essa múscia diz muito da sua atitude
E, da minha reação quanto a sua atutide ou seria o contrário
Você me confunde, me machuca, me tortura

E, mesmo assim
ainda gosto mesmo de você

como eu queria esquecer e não te querer
Querer nem sempre é poder

Se querer fosse poder, me fizesse poder te ter...

. . .

Se querer não te querer, e assim
não mais te quizesse ...
Como eu gostaria de não querer
Você
E, por mais que eu tente
Por mais que você aja de forma favorável
a me fazer não te querer
não posso dizer que não quero
Pelo simples fato de que
Gosto de você

E, principalmente, porque conheço
Você
Sei como você se assusta fácil
Você tem medo da própria sombra
Que dirá de mim
Do que sente, por mim

Apesar de gostar de você
e de você gostar de mim
Já não basta mais
suas atitudes persistem em me ferir
Você continua a me afastar
Não aguento mais lutar contra o seu medo

Ficou intolerável!
Não posso mais me sujeitar a suas mudanças de humor

(você me chamou para conversar, pedi pra me ligar, porque iríamos nos encontrar mais tarde. Quando eu ligo para confirmar. Você diz que amanhã é melhor? )

Falta de ânimo e, considerção

Você não pensa por nenhum segundo
Como é difícil para mim?
Difícil ter que ficar a mercê das suas vontades
e principalmente, falta de vontade

Não quero mais saber!
Não aguento mais!
Chegeui no meu limite!
Doi demais!
Cansei!
Chega!

Ou, você prova que de fato gosta de mim
e acorda para perceber que vai me perder de vez
Ou me deixa em paz!

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Eu quero você
você me quer
Eu gosto de você
você gosta de mim
Mas, as coisas
nunca são tão simples assim
Você reage negativamente
a qualquer demonstração mais pronfunda
Se eu falo algo muito sério, ou
demosntro emocionalmente algo intenso
Pronto, você tem um "chilique", cria caso
O sentimento é meu, eu demonstro e sinto
do meu jeito
Se você é auto controlado, não consegue demonstrar o que sente
Se tem dificuldade, problema seu
Eu tenho os meus problemas, exagero, faço tempesdades em copo d'água
O que devíamos dar mais importanância, o que de fato é relevante
é que gostamos um do outro apesar de sermos tão diferentes
e, mesmo com nossas dificuldades, enqaunto tentarmos nos entender
poderemos ficar bem
E, falo denovo, eu não quero namorar com você
Não quero mais você como namorado
Não deu certo antes, não daria certo agora
Por mais que eu tente racionalizar
por mais motivos objetivos que eu tenha
Não consigo não querer você
Mesmo depois de tantas indelicadezas
foras, rejeições, atitudes estúpidas
Mesmo depois disso tudo
Eu quero você, eu gosto de você
Sei que não fez por mal
Sei que não teve a intenção de agir assim
Afinal, o que você sabe?
Você está aprendendo, natural cometer erros
Por isso relevo
Relevo, porque acima de tudo sei que você gosta de mim
Assim como sei, que deve relevar muita coisa que eu faço
minha impulsividade, minha extroversão, minha auto exposição
tudo que em mim te incomoda, sei que releva ou reconsidera
Pois, afinal, você de mim gosta, disso eu sei
E, como eu gosto de você tento,
Tento mesmo não dar tanta importância
Tento, nem sempre consigo não me incomodar ou me magoar
com sua "desatitude", insegurança, oscilação
Mas, mesmo quando você não sabe o que quer
Eu sei, pois sinto
Contudo
Por mais que eu tente racionalizar
Gosto de você
E, mesmo não querendo, eu quero você

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

A felicidade é tanta, que transbordo de felicidade!
Meus olhos, enchem-se de lágrimas de alegria, de satisfação
Ter notícias dele, depois de tantos anos, é muita emoção
para o meu coração tão esperançoso!
Agora, falta apenas um mês, para eu reencontrar o amor da minha vida!
Aquele que quando conheci, soube instantaneamente que era ele!
Além, do fato, de já ter sido apaixonada por ele, platônicamente, dois anos antes, quando estudaramos no mesmo colégio, mas não nos conhecemos na época!
Passados esses dois anos, ele me avistou numa pousada no interior da Bahia e, fez com que nos conhecessemos atravês do Pedrinho ( um menino lindinho de mais ou menos três aninhos). Ele quiz me conhecer, aquele moreno lindo, que durante um ano e meio, namorei no recreio a distância e, em meus sonhos...
Nunca esqueci seus traços, sua pele morena, seus olhos calorosos, sua boca desejante, sua beleza inebriante!
Mas, finalmente, meu conto de fadas está pra ter seu fina feliz!
Ele virá me ver em Novembro!
A felicidade é tanta, que não cabe em mim!
Ele me procurou anos atrás, sempre tentávamos nos encontrar, manter contato!
Contudo, perdemos contato um ano depois que mudou-se pra Sampa.
contudo, nunca perdi a esperança.
Então, transbordo de felicidade!

Processo de auto sabotagem

Para aqueles familiarizados com este doloroso e auto destrutivo processo
vos digo, é como um vício difícil se desfazer.
No caso de uma mulher que ama demais, ela vai sempre procurar por um rapaz que não tem chance alguma de ser feliz com ele.
Ela vai escolher a dedo, como um sensor, vai se interessar justamente pelo cara mais covarde e, que mais teme ter compromisso. É um desafio e, claro, um desastre pré- meditado. Óbvio, para os que conhecem esse processo, que isso tudo ocorre no nível inconsciente. Ela não racionaliza, não tem a mínima consciência das escolhas errradas que faz, pois o faz por impulso, levada pelo id, seu instinto mais primitivo e, indomado...
Logo, ela se envolve com um cara, que mal se conhece, quiçá tem condições de se envolver com outra pessoa, é narcisista de mais, egoista de mais, para poder reconhecer o Outro e, nesse caso, a pobre mulher que ama demais.
Em verdade, tenho pena dos dois, pois ela ama tanto o Outro, que nele se perde e, o Outro se perdido em si mesmo mal se reconhece e, acaba se projetando nela. A confusão então feita! A única solução, é ela aprender a se amar e, se valorizar. E, aprender a só se envolver com quem é capaz de se envolver e, que tem condições de se envover. Ela precisa buscar alguém seguro de si mesmo, pois ela não é, está tentando ser, aprendendo a ser mais ela própria e, tentar agradar menos. De fato, enquanto ela se preocupar em agradar o outro e, não a si própria, continuará nesse processo de auto sabotagem, se envolvendo em relcionamentos que sabe que não têm futuro algum, que é em vão se dedicar e investir emocionalmente. Quanto a ele, enquanto ele não for capaz de enchergar a vida por outros ângulos, que não só o dele, vai continuar s eprojetando e, se diluindo em si mesmo. Ele precisa de auto conhecimento e, ser capaz de olhar o outro sem se projetar nele. Ver o outro como o outro é.
Ela precisa fazer o que sempre soube que era o melhor, ela precisa se afastar definitivamente dele. Em contra partida, ele deveria saber o valor que ela merece e, aprender a demonstrar o que de fato sente, pois a perderá, isso é fato!

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Triste, tão triste
rosa estava
que pouco a pouco
do Cravo se afastava

O Cravo não entendia
também, como podia
Mal se conhecia
O auto conhecimento era algo
desconhecido e obscuro

Já a Rosa sabia
pois tantas vezes
despetalada, massacrada fora
Desiludida estava
Entretanto
Ao conhecer o Cravo
nem pôde esperar
que fosse mais um
a despedaçar seu frágil coração

Como podia ser
o Cravo, tão doce, tão carinhoso, tão apaixonado
ser capaz de tamanha indelicadeza e
incapaz de entender que a Rosa
Não queria nada demais
Só amar em paz
Sem brigas, sem conflitos
Só paz
e
amor
claro, muito amor!

A Rosa desiludida
desapareceu um mês

O Cravo sentiu sua falta
contudo, não conseguia ainda
se conciliar com seus conflitos internos
e, mais uma vez afugentou a Rosa

Nessa estória o amor só terá vez, se o Cravo
permitir que ele faça de seu coração sua morada


Não há mais nada que a rosa possa fazer.
Pois, lhe faltam forças e ela nào vê mais porquê
chegou no seu limite, exauriu-se.

E, se bem conhecemos o Cravo, ele mais uma vez
vai pedir um tempo e, refugiar-se no medo e em sua covardia

A se a Rosa fosse fria, e o rejeitasse como ele precisa
Ele não merece, mas precisa!
Precisa tentar ser menos áspero, menos racional
Porém, parece que ele mal escuta seu próprio coração
que está sem voz de tanto berrar por sua atenção

A Rosa não é uma flor qualquer, é apenas uma flor
que nào quer e nem aguenta mais tanta dor

E, do Cravo ela não quer distância
Contudo, é isso que ela irá lhe presentear
Eu escrevo divagações, as vezes fatos outras criações
Nem tudo que dicerto é real e pessoal
Nesse mundo desumano
Não podemos abrir nossos corações
Pois sempre há alguém que te interpreta mal
Nem todo mundo entende a pureza de um sentimento
Seja ele bom ou ruim
Só um sentimental, poderia de fato
Compreender as coisas que por ventura
fossem reais (emocionais)

Infelizmente, devemos ocultar nossos sentimentos
E, criar uma couraça protetora

Pelo menos alguns pensam assim
Eu sei que meu ex pensa
E, foi por isso que nunca mais consegui saber dele
Pobre pisciano, tão sensível
Não aguento a voracidade da leonia que vos fala

Só um ariano tem o dom de me aquietar
de me elevar ao Olimpo

Eu queria não amá-lo
Contudo, se não o amasse
Perderia a fé no amor

E isso seria o fim

Então, sou grata ao meu primeiro namorado
Por ter me mostrado e provado
Que mereço ser amada
Como era bom ter 16 anos
eu era apaixonada
e nada me assustava

Eu era corajosa, corria atrás do que queria
Nada me abalava

Sobretudo, porque eu tinha
o melhor namorado do mundo

Entretanto, eu não o merecia
e, claro inconscientemente
me auto sabotei
e, o perdi.

Hoje em dia
não quero saber de me apaixonar
porque sei o quanto é dificil
me amar

Sou muito arisca
Tipo a Catarina do Cravo e a Rosa
baseado no romance de uma mulher
difícil de ser domada

Porque, em verdade, uma mulher
só quer e precisa ser amada
não domada, "amansada"

Poucos são os homens que saem acalmar uma mulher
apenas lhe dê carinho
Carinho é a resposta!
Eu estava em paz
buscando amor
Mas, mais uma vez a dor
fez quatão de tentar me assombrar

Não quero confusão, muito menos conflito
Quero poder amar em paz
Sem medo, sem receio
Sem mais

Quero apenas
amar
em
paz


Bandeira branca
asteada bem alta
meu coração
não aguenta
mais
É, eu gosto de você!
Sim, eu sou maluca!
É, maluca por você!
Esse é meu crime.
Vai me condenar?
Só se for pra me matar,
de prazer, claro!

Eu te desafio!
Sim te desafio,
a gostar de mim!
Me prove!

(falta algo...)

sábado, 10 de outubro de 2009

Não sei descrever a felicidade de reencontrar
VOCÊ
Durante todos esess anos eu sempre pensei em
VOCÊ
Sempre soube que um dia, eu poderia



...

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Eu sempre tentei te motivar
Mas sua falta de ação me desmotivou
Eu sempre falava o que eu sentia
Você não entendia e, nem sabia
o que sentia e então me confundiu

Sua indecisão, não me deixava agir
E, o meu medo de partir
Fez você me afastar
Você foi se distanciando
Me deixando de lado
Cada vez mais frio e distante
Até um ponto, que não nos alcançamos mais

Agora
Não conseguimos mais voltar a ser o que fomos
Nem muito menos conseguimos nos entender
Você se auto desfez dentro de mim
E, por mais que eu queira
Não consigo te resgatar em mim
Mas, você ainda está aqui
Sim, você ainda está dentro de mim
Ainda lhe sinto no meu coração
Só que como se fosse
uma assombração
Desculpe
Meu amor, meu esforço
foram em vão

Não há mais nada que Eu possa fazer
Se você não quer
Se você não tem motivação
Não posso obrigá-lo

Mas, você disse que estava com saudades
Mas, você não se motivou a me ver
O que mais posso fazer?

Eu já fiz o que pude e, o que nem devia

Agora
Você precisa decidir o que Você
vai fazer, se quer fazer

Eu já fiz tudo o que podia
Não posso mais nada
Se Você não agir
Não poderei fazer nada
Já fiz o que estava ao meu alcançe

Já foi - Jota Quest

Eu sempre quis fazer você feliz
Às vezes, me deixava pra outra hora
Eu sempre quis falar o que eu sentia
Mas dessa vez foi o silêncio que falou por mim

Eu sempre me esforcei pra te incentivar
Tua falta de caminho me detinha a intenção
Eu sempre te deixei bem à vontade
Mas tua falta de vontade me desmotivou

Quer saber? Já foi
Vou cuidar de mim
Quer saber? Eu quero alguém pra dividir
Gostar de quem gosta de mim

Eu sempre acreditei muito em nós dois
Primeiro em você, depois em mim, éramos nós
Eu sempre quis fazer a minha parte
Mas você não faz mais parte
Da metade de nós dois

Quer saber? Já foi
Vou cuidar de mim
Quer saber? Eu quero alguém pra dividir
Gostar de quem gosta de mim

E quanto a gente paga
Pelos sonhos que deixou?

Quer saber? Já foi
Vou cuidar de mim
Quer saber? Eu quero alguém pra dividir
Gostar de quem gosta de mim

E quanto vale
O tempo todo que vivemos
Correndo atrás dos sonhos
Pra viver só de amor?

E quanto a gente paga
Pelos sonhos que deixou?

Quer saber? Já foi
Vou cuidar de mim
Quer saber? Eu quero alguém pra dividir
Gostar de quem gosta de mim


Eu só quero paz
Eu preciso apenas entender
o que você de fato quer
Gosto de mais de você
Mas, me amo o suficiente
para não querer mais
suas confusões
Bastam as minhas próprias
Não sou mulher para você
E, por mais adorável que você seja
definitivamente
você não é para mim
Descubra o que você quer primeiro
Entenda a si mesmo
Eu sei o que quero e, o que preciso
não é você
Lamento
Adoraria, ah como adoraria
que fosse você
Que fosse eu
Entretanto, não somos nós
pois nunca fomos
nós
Apenas era
Eu
e você
Nunca
nós

A essência do ser

Eu sou a verdade espontanea, desmedida e atrapalhada.
Sou o amor puro, avassalador, lindo e muitas vezes assutador.
Sou o medo de amar mais, além da conta, sou quem se perde no outro, porém, acaba se achando eventualmente.
Sou dramática, exagerada, mas nunca insincera.
Posso não ser justa, porém, não por ser injusta, contudo, por me faltar um pouco de razão. Sou a busca pela razão emocional, a busca pelo equilibrio entre o ser e o pensar. Sou a busca do te amar, sem deixar de me amar.
Sou eu querendo você, o desejo de você me querer.
Sou a interrogação, você afinal, me queres ou não?

Goodbye, fair well, so long ...

When someone says; "I missyou", for me it means, that this person wants to see me, be with me, when possible!
But, if this same person, answers the phone and it's me calling, to assk him out, and he answered that he is not animated, and I got him by surprise.
I'll recosidere the fact that he miss me at all.
It doesn't make sense!
Is not coherent when you say "I miss you", and when you can see the person, you just not animated and also surprised that the person wants to see you?
I gave up!
Good bye, fair well, so long!
Just forget it that we once met!
It's too dificult! It demands a lot from me!
I quit!

domingo, 4 de outubro de 2009

Ice Heart
How someone can be
so ice heart like you?


How can you be
so indifferent?


I don't know!
I don't understand!

You said you miss me
Yet, did wanna see me?

Is this madness?


I need to get you out of my head
I must remove you from my heart
I need myself to be free of you
You said goodbye
You should had left
You dind't leave
You are still somehow
Present
inside me
This is torture
You say you miss me
Yet, you don't wanna see me
Is this madness
If you are feeling blue
If you miss me
Yet, you don't let me cheer you up
You don't feel like see me
How can this make any sense
You miss me
I call you, ask you out
But, you are not animated to
I got you by surprise you said
How come
Can you explain that to me
When I miss someone
I call and try to meet
I just don't get you
Why is so hard to get close to you
Even when you want me to
If you miss me
as you said it
Why didn't you meet me
You said you miss for what
to mess if my head
My heart can't held this anymore
I had enough of your "I don't know"
I do like you
But, it's to much
I'm emotionally exhausted
That's so many questions between you and me
In your heart are confusion and insecurity
Even though I love you so
I just can't make you feel differently
As much as I try
You keep pushing me away
Even though, we are not together anymore
I still feel you kindda close
You say that you miss me
But, when the opportunity to see me comes
You are not excited enough, you are desanimated
How this could be
If you do miss me, just the fact that I called
should make you run to me
Yet, you were desanimated
I just don't understand
You rather miss me
than go out to see me
If you keep acting this way
You be always loving platonically
And there is nothing I can do