segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Amado

Você
ser amado
Você
ser encantado
Eu
sou toda sua
Eu
morro e ressuscito
em ti


Já não é mais meu
o sorriso estampado em meu rosto
o prazer do meu corpo
a felicidade que me transcende

Meu amor

Como amo amar você
Amo ser amada por você
Amor meu
Não há mais nada a fazer
Só amar você



Beije-me lentamente
Envolva-me em teus braços
Enrrosca tuas pernas em mim
Sinta meu prazer
Nos despimos de nós
Enquanto nos tornamos um

domingo, 13 de dezembro de 2009

Sua boca guarda
O que eu preciso ouvir
Seus olhos veem
O que eu preciso olhar
Aonde está
Está onde
Você além do meu coração
Coração está aonde...




O Novo Windows 7 funciona como você quer.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Como pode ser possível
Possível é, não sei como

Como pode

Poder amar sem conhecer

Conhecer sem saber

Saber apenas por saber em si

E em ti me reencontrar

Você me trouxe a tona

Me resgatou do abismo

Que eu mesma me pus

(aceito sugestões para modificar a última palavra! "pus")
Amanhã ou depois de amanhã
Meses que virão
Tudo há de mudar
Menos namorar você

Não sei da vida
Da vida não sei

Sei do nosso amor
Amor, eu sei

Sei que te amo
Só sei que te amo
Louco muito louco
esse amor assim

Louco muito louco
esse amor em mim

Assim desse jeito
é fogo puro fogo

Em mim desapareceu
o medo
que medo que nada

Com você segurança
certeza, projetos, planos, amanhãs

São tão são
todos os dias são nossos

Nossos são todos os dias
Bom demais sentir me assim
feliz, livre, leve, segura

Lindo demais você
carinhoso, amoroso, gentil, generoso

Eu e você
apaixonados, extasiados

Uma felicidade sem fim

Sem fim eu e voce

Você e eu até o fim
Me entrego a ti

Entrego meu coração

A minha vida
entregarei a ti


E em ti repousarei

Quantas vezes em ti
renascerei
Dia feliz
Dia com você

Noite feliz
Noite em você

Vida mais feliz
Vida eu e você
Não importa mais nada
só importa eu e você

Você e eu é tudo que importa

Tudo a nossa volta
não passa de paisagem
ou coisas a nossa volta
Não importa

Você e eu é tudo que importa
o resto são coisas a nossa volta
Nada mais importa
o ontem do ontem de anteontem

Nada mais importa
dos dias que antecederam ao dia
que entraste na minha vida


Dos dias anteriores a você
nada mais importa

Só importa o aposteriori

Você é meu durante
o depois a nós pertence

Seu olhar

Não sei o que há em seu olhar
que me harmoniza a alma

Não sei o que há em seu olhar
que tranquilza meu coração

Só sei que há algo em seu olhar
que me faz sonhar, planejar

Só sei que há algo em seu olhar
toda a liberdade esperada n'alma minha

Só sei que há em seu olhar
toda a esperança minha

terça-feira, 24 de novembro de 2009

A felicidade é para ser compartilhada, celebrada, enaltecida!

Amar e ser amado é para ser vivido, sentido, anímico!

Ter você n'alma minha é elevar-me, enaltecer-me!

Ter você na minha vida é celebrar o que há de melhor em viver!

Ter você, amar você

nada mais natural, nada mais divinal...
Não sei se meu coração aguenta tanta felicidade

parece as vezes que enlouqueci, parece até que criei você para mim

felicidade assim, não sei se meu coração aguenta

você é melhor que sonho

parece que enlouqueci, parece até que criei você para mim

você é tudo que faltava e, muito mais

você é muito além, tudo mais ...

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

vc

vc me faz me sentir mulher

nao menina

nao tenho medo nem insegurança, tudo se esvaie

as coisas ruins se esvaiem e so fica as coisas boas

e se transformam em otimas

e como eu queria agora ser a brisa pra refrescar teu corpo

ou o arrepio de um prazer incrivel

quero ser seu sorriso

seu coraçao batendo tranquilo, a serenidade em tua alma

quero ser coisas boas

pra vc

é isso que quero ser pra vc!

coisas boas

proporcionas sentimentos bons

momentos de alegria

momentos de puro afeto

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Sentir seus carinhos
Sentir meu corpo
como um vulcão

Sua boca
mil delícias

No toque delicado do seus dedos
há toda uma loucura orgástica
que me enlouquece e me umedece
me deixa querendo
Fácil tão fácil
gostar de ti

Fácil tão fácil
te querer


Fácil tão fácil
desejar a ti

E a ti
eu digo
fácil tão fácil
ter você aqui
em mim

...
Me sentir assim
é bom demais
quase inacreditável

Essa paz, essa harmonia
interna

Esse sorriso interno
A alegria que transborda
E, transparece em meu olhar

A ti eu brindo
A ti eu guardo
meus beijos
meus desejos
e tudo mais

...

Bem

Me sinto bem
não só por ti

Não só por te ter

Me sinto bem
comigo

Logo, posso te sentir
nos sentir de verdade

A verdadeira felicidade está em nós
e fica melhor quando se tem uma pessoa assim
que gosta de mim

Estava bem
e fiquei ainda melhor
adivinha why?
hehehehe

AGORA!

Me sinto bem
calma, tranquila

É bom saber
que gosto
de quem gosta
de mim

Melhor ainda é poder
expressar, viver
sem receio, sem conflitos
esse sentimento

Te conhecer está sendo bom demais
Te ter melhor ainda

Um brinde a ti
um brinde a mim
Ou melhor
Um brinde a nós

sábado, 7 de novembro de 2009

Difícil gostar de alguém que se esquiva dos seus beijos
Que pergunta pra que ir te ver
Questiona tudo

Quem realmente gosta
Simplesmente gosta

Não me sinto nenhum um pouco querida
Quando dos meus beijos você se afasta
Ai, quando te convém, você pede abraço
Quer me beijar , quando estou indo embora

Só me quer, quando estou partindo
Parece a música dos Beatles "You say goodbye, I say hello"

Eu só queria poder curtir sua compania
Eu sinto falta de estar com você
Sinto falta do jeito que me olhava

Acho que isso, é uma das coisas que mais sinto falta
Do jeito que você me olhava
Do jeito que me pegava pra dançar
Me abraçava, me beijava
DOCEMENTE

Da sua doçura que mais sinto falta

É uma pena, que só eu goste de estar com você
Infelizmente, você não me suporta...
Fechou a porta do seu coração
E, abre as vezes uma frestinha
Só para eu poder dar uma breve espiadinha...


Humor a parte
a dor é de verdade

...
Sim, estou triste
simplesmente triste

Não, não quero sentir mais saudades
Não quero mais me segurar para não te ligar

Não quero fingir que não me importo

Não quero dizer grosserias, nem responder
as coisas horríveis que você me falou

Se é tão desagradável ter-me ao seu lado
Se sou tão inconveniente

Então por quê você me procura?
Pra que quer sair comigo?

Não faz nenhum sentido
Se não gosta da minha compania
Você não me procuraria

É a mesma coisa, quando digo que te odeio
Não é verdade, é medo!
É insegurança!

Digo que te odeio, porque é mais fácil!
Doi menos mentir e, dissimulaar do que ser verdadeira!

Mas, a verdade é que eu amei você!

Gostava de sair com você!

Era maravilhoso estar em seus braços!
An unspoken feeling
In a broken heart
How can I mend

Fears and doubts
haunting my soul
How can I be free

I just need too feel safe
I just want to feel safe

It's so hard
to let you go

But that's what I must do
If that's what you want
...

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Não quero mais saber
das suas indecisões

Não quero mais saber
das suas questões
dos seus conflitos

Não quero mais me torturar
com a minha esperança

Não quero mais me magoar
com a possível chance de te ver

Não quero mais ouvir
que você gosta de mim

Não quero mais me sentir
congelando, desaparecendo

Quero poder me reconhecer

Quero ter alguém
que simplesmente
me queira também

(modificações necessárias...)

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Se você me deixasse gostar de você
tenha certeza, que não o magoaria
Ao menos, de tudo faria
para não te decepcionar

Um dia, você conseguirá gostar de mim
sem medo, sem receio, sem me afastar...
Eu só espero que não demore muito
Por enquanto, fico aqui a te esperar
se vai decidir comigo ficar

Agora já está ficando tarde
Talvez, já o seja
Talvez eu nunca tivesse chance
a mínima chance que fosse
de entrar no seu congelado coração
Desisto então
...

(não acabou, porque nunca começou, poema sem fim, sem porquê)

domingo, 25 de outubro de 2009

Me apaixonei, mas não não acreditei
que fosse ter retorno
Te conquistei, para surpresa minha
Tivemos momentos de alegria
Contudo, veio o abandono
Você desistiu antes mesmo de tentar
Disse me amar, porém o medo foi tanto
Que prefiriu se afugentar
O tempo passou
Você quiz regressar
Queria mais uma vez tentar
Entretanto, continuou a se distanciar
Continuou a ignorar o sentimento
O sentimento que nos uniu
O sentimento que nos une
Você insisti em me enxotar
Eu não quero mais
nem vou persisitir
Se você quer partir
Se você não quer investir
Então, adeus
Eu não vou mais teimar
Já compreendi
Se você não quer
Eu vou me afastar
Eu achei que fosse amor
eu até senti uma imensa dor
Eu acreditei no aroma da flor
Mas, ela não desabrochou
Eu cuidei, reguei, arei a terra


(falta alguma coisa, não conigo dar sequência)
Me apaixonei
Não acreditei
Que fosse
Te conquistar
Muito menos
te namorar
Eu tentei
Eu insisti
Eu quase desisti
Mas, por algum motivo
Investi
Contudo
Te perdi

Um tempo se passou
Você me procurou
Achei que dessa vez
Talvez, pudesse acertar
Entretanto,
você continua a se distanciar
Por mais que eu tente
não me importar
por mais que eu tente
relevar
Não consigo mais
É demais para mim
Me exauri
Então adeus
Seja feliz


(em construção))

sábado, 17 de outubro de 2009

Se eu pudesse te fazer entender
eu só quero curtir o pouco do tempo que temos
sim, " pouco tempo que temos"
porque eu não vou gostar de você para sempre
Não sonho com um futuro para nós dois
Pois, não haverá nós dois
Amanhã e depois, pode até ter eu e você
Contudo, nunca mais seremos nós
Nem sei se algum dia fomos
nós
...

Você entende?
Eu posso até sair com você
ficar derretida de amores por você
Porém, nunca mais entrego meu coração a você

Quando você me devolveu
Meu coração implorou que nunca mais a ti retornasse
Logo, não há nenhuma possibilidade de você possuir meu coração
NUNCA MAIS!
Pode soar incoerente, eu dizer que me derreto de amores por você
e nunca mais entregar meu coração a você
Bem, ser humano, é ser incoerente, inconsequente
E, como você adora agir, o ser humano também pode ser muito sonso
e super hipócrita!

Ao menos, eu sou incoerente, impulsiva, mas não me faço de desintendida
Não sou sonsa, não me faço de sonsa
Não gosto de joguinhos
Não gosto que briquem com meus sentimentos

Se para você amanhã tá bom
pois para mim, não tá mesmo!
Amanhã será tarde
Mas. você sempre faz as piores escolhas

Tem uma música que agora tem tudo a ver
"The same mistake", o trecho que ele fala
"Give me reazon, don't give me choice"
Enfim, essa múscia diz muito da sua atitude
E, da minha reação quanto a sua atutide ou seria o contrário
Você me confunde, me machuca, me tortura

E, mesmo assim
ainda gosto mesmo de você

como eu queria esquecer e não te querer
Querer nem sempre é poder

Se querer fosse poder, me fizesse poder te ter...

. . .

Se querer não te querer, e assim
não mais te quizesse ...
Como eu gostaria de não querer
Você
E, por mais que eu tente
Por mais que você aja de forma favorável
a me fazer não te querer
não posso dizer que não quero
Pelo simples fato de que
Gosto de você

E, principalmente, porque conheço
Você
Sei como você se assusta fácil
Você tem medo da própria sombra
Que dirá de mim
Do que sente, por mim

Apesar de gostar de você
e de você gostar de mim
Já não basta mais
suas atitudes persistem em me ferir
Você continua a me afastar
Não aguento mais lutar contra o seu medo

Ficou intolerável!
Não posso mais me sujeitar a suas mudanças de humor

(você me chamou para conversar, pedi pra me ligar, porque iríamos nos encontrar mais tarde. Quando eu ligo para confirmar. Você diz que amanhã é melhor? )

Falta de ânimo e, considerção

Você não pensa por nenhum segundo
Como é difícil para mim?
Difícil ter que ficar a mercê das suas vontades
e principalmente, falta de vontade

Não quero mais saber!
Não aguento mais!
Chegeui no meu limite!
Doi demais!
Cansei!
Chega!

Ou, você prova que de fato gosta de mim
e acorda para perceber que vai me perder de vez
Ou me deixa em paz!

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Eu quero você
você me quer
Eu gosto de você
você gosta de mim
Mas, as coisas
nunca são tão simples assim
Você reage negativamente
a qualquer demonstração mais pronfunda
Se eu falo algo muito sério, ou
demosntro emocionalmente algo intenso
Pronto, você tem um "chilique", cria caso
O sentimento é meu, eu demonstro e sinto
do meu jeito
Se você é auto controlado, não consegue demonstrar o que sente
Se tem dificuldade, problema seu
Eu tenho os meus problemas, exagero, faço tempesdades em copo d'água
O que devíamos dar mais importanância, o que de fato é relevante
é que gostamos um do outro apesar de sermos tão diferentes
e, mesmo com nossas dificuldades, enqaunto tentarmos nos entender
poderemos ficar bem
E, falo denovo, eu não quero namorar com você
Não quero mais você como namorado
Não deu certo antes, não daria certo agora
Por mais que eu tente racionalizar
por mais motivos objetivos que eu tenha
Não consigo não querer você
Mesmo depois de tantas indelicadezas
foras, rejeições, atitudes estúpidas
Mesmo depois disso tudo
Eu quero você, eu gosto de você
Sei que não fez por mal
Sei que não teve a intenção de agir assim
Afinal, o que você sabe?
Você está aprendendo, natural cometer erros
Por isso relevo
Relevo, porque acima de tudo sei que você gosta de mim
Assim como sei, que deve relevar muita coisa que eu faço
minha impulsividade, minha extroversão, minha auto exposição
tudo que em mim te incomoda, sei que releva ou reconsidera
Pois, afinal, você de mim gosta, disso eu sei
E, como eu gosto de você tento,
Tento mesmo não dar tanta importância
Tento, nem sempre consigo não me incomodar ou me magoar
com sua "desatitude", insegurança, oscilação
Mas, mesmo quando você não sabe o que quer
Eu sei, pois sinto
Contudo
Por mais que eu tente racionalizar
Gosto de você
E, mesmo não querendo, eu quero você

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

A felicidade é tanta, que transbordo de felicidade!
Meus olhos, enchem-se de lágrimas de alegria, de satisfação
Ter notícias dele, depois de tantos anos, é muita emoção
para o meu coração tão esperançoso!
Agora, falta apenas um mês, para eu reencontrar o amor da minha vida!
Aquele que quando conheci, soube instantaneamente que era ele!
Além, do fato, de já ter sido apaixonada por ele, platônicamente, dois anos antes, quando estudaramos no mesmo colégio, mas não nos conhecemos na época!
Passados esses dois anos, ele me avistou numa pousada no interior da Bahia e, fez com que nos conhecessemos atravês do Pedrinho ( um menino lindinho de mais ou menos três aninhos). Ele quiz me conhecer, aquele moreno lindo, que durante um ano e meio, namorei no recreio a distância e, em meus sonhos...
Nunca esqueci seus traços, sua pele morena, seus olhos calorosos, sua boca desejante, sua beleza inebriante!
Mas, finalmente, meu conto de fadas está pra ter seu fina feliz!
Ele virá me ver em Novembro!
A felicidade é tanta, que não cabe em mim!
Ele me procurou anos atrás, sempre tentávamos nos encontrar, manter contato!
Contudo, perdemos contato um ano depois que mudou-se pra Sampa.
contudo, nunca perdi a esperança.
Então, transbordo de felicidade!

Processo de auto sabotagem

Para aqueles familiarizados com este doloroso e auto destrutivo processo
vos digo, é como um vício difícil se desfazer.
No caso de uma mulher que ama demais, ela vai sempre procurar por um rapaz que não tem chance alguma de ser feliz com ele.
Ela vai escolher a dedo, como um sensor, vai se interessar justamente pelo cara mais covarde e, que mais teme ter compromisso. É um desafio e, claro, um desastre pré- meditado. Óbvio, para os que conhecem esse processo, que isso tudo ocorre no nível inconsciente. Ela não racionaliza, não tem a mínima consciência das escolhas errradas que faz, pois o faz por impulso, levada pelo id, seu instinto mais primitivo e, indomado...
Logo, ela se envolve com um cara, que mal se conhece, quiçá tem condições de se envolver com outra pessoa, é narcisista de mais, egoista de mais, para poder reconhecer o Outro e, nesse caso, a pobre mulher que ama demais.
Em verdade, tenho pena dos dois, pois ela ama tanto o Outro, que nele se perde e, o Outro se perdido em si mesmo mal se reconhece e, acaba se projetando nela. A confusão então feita! A única solução, é ela aprender a se amar e, se valorizar. E, aprender a só se envolver com quem é capaz de se envolver e, que tem condições de se envover. Ela precisa buscar alguém seguro de si mesmo, pois ela não é, está tentando ser, aprendendo a ser mais ela própria e, tentar agradar menos. De fato, enquanto ela se preocupar em agradar o outro e, não a si própria, continuará nesse processo de auto sabotagem, se envolvendo em relcionamentos que sabe que não têm futuro algum, que é em vão se dedicar e investir emocionalmente. Quanto a ele, enquanto ele não for capaz de enchergar a vida por outros ângulos, que não só o dele, vai continuar s eprojetando e, se diluindo em si mesmo. Ele precisa de auto conhecimento e, ser capaz de olhar o outro sem se projetar nele. Ver o outro como o outro é.
Ela precisa fazer o que sempre soube que era o melhor, ela precisa se afastar definitivamente dele. Em contra partida, ele deveria saber o valor que ela merece e, aprender a demonstrar o que de fato sente, pois a perderá, isso é fato!

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Triste, tão triste
rosa estava
que pouco a pouco
do Cravo se afastava

O Cravo não entendia
também, como podia
Mal se conhecia
O auto conhecimento era algo
desconhecido e obscuro

Já a Rosa sabia
pois tantas vezes
despetalada, massacrada fora
Desiludida estava
Entretanto
Ao conhecer o Cravo
nem pôde esperar
que fosse mais um
a despedaçar seu frágil coração

Como podia ser
o Cravo, tão doce, tão carinhoso, tão apaixonado
ser capaz de tamanha indelicadeza e
incapaz de entender que a Rosa
Não queria nada demais
Só amar em paz
Sem brigas, sem conflitos
Só paz
e
amor
claro, muito amor!

A Rosa desiludida
desapareceu um mês

O Cravo sentiu sua falta
contudo, não conseguia ainda
se conciliar com seus conflitos internos
e, mais uma vez afugentou a Rosa

Nessa estória o amor só terá vez, se o Cravo
permitir que ele faça de seu coração sua morada


Não há mais nada que a rosa possa fazer.
Pois, lhe faltam forças e ela nào vê mais porquê
chegou no seu limite, exauriu-se.

E, se bem conhecemos o Cravo, ele mais uma vez
vai pedir um tempo e, refugiar-se no medo e em sua covardia

A se a Rosa fosse fria, e o rejeitasse como ele precisa
Ele não merece, mas precisa!
Precisa tentar ser menos áspero, menos racional
Porém, parece que ele mal escuta seu próprio coração
que está sem voz de tanto berrar por sua atenção

A Rosa não é uma flor qualquer, é apenas uma flor
que nào quer e nem aguenta mais tanta dor

E, do Cravo ela não quer distância
Contudo, é isso que ela irá lhe presentear
Eu escrevo divagações, as vezes fatos outras criações
Nem tudo que dicerto é real e pessoal
Nesse mundo desumano
Não podemos abrir nossos corações
Pois sempre há alguém que te interpreta mal
Nem todo mundo entende a pureza de um sentimento
Seja ele bom ou ruim
Só um sentimental, poderia de fato
Compreender as coisas que por ventura
fossem reais (emocionais)

Infelizmente, devemos ocultar nossos sentimentos
E, criar uma couraça protetora

Pelo menos alguns pensam assim
Eu sei que meu ex pensa
E, foi por isso que nunca mais consegui saber dele
Pobre pisciano, tão sensível
Não aguento a voracidade da leonia que vos fala

Só um ariano tem o dom de me aquietar
de me elevar ao Olimpo

Eu queria não amá-lo
Contudo, se não o amasse
Perderia a fé no amor

E isso seria o fim

Então, sou grata ao meu primeiro namorado
Por ter me mostrado e provado
Que mereço ser amada
Como era bom ter 16 anos
eu era apaixonada
e nada me assustava

Eu era corajosa, corria atrás do que queria
Nada me abalava

Sobretudo, porque eu tinha
o melhor namorado do mundo

Entretanto, eu não o merecia
e, claro inconscientemente
me auto sabotei
e, o perdi.

Hoje em dia
não quero saber de me apaixonar
porque sei o quanto é dificil
me amar

Sou muito arisca
Tipo a Catarina do Cravo e a Rosa
baseado no romance de uma mulher
difícil de ser domada

Porque, em verdade, uma mulher
só quer e precisa ser amada
não domada, "amansada"

Poucos são os homens que saem acalmar uma mulher
apenas lhe dê carinho
Carinho é a resposta!
Eu estava em paz
buscando amor
Mas, mais uma vez a dor
fez quatão de tentar me assombrar

Não quero confusão, muito menos conflito
Quero poder amar em paz
Sem medo, sem receio
Sem mais

Quero apenas
amar
em
paz


Bandeira branca
asteada bem alta
meu coração
não aguenta
mais
É, eu gosto de você!
Sim, eu sou maluca!
É, maluca por você!
Esse é meu crime.
Vai me condenar?
Só se for pra me matar,
de prazer, claro!

Eu te desafio!
Sim te desafio,
a gostar de mim!
Me prove!

(falta algo...)

sábado, 10 de outubro de 2009

Não sei descrever a felicidade de reencontrar
VOCÊ
Durante todos esess anos eu sempre pensei em
VOCÊ
Sempre soube que um dia, eu poderia



...

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Eu sempre tentei te motivar
Mas sua falta de ação me desmotivou
Eu sempre falava o que eu sentia
Você não entendia e, nem sabia
o que sentia e então me confundiu

Sua indecisão, não me deixava agir
E, o meu medo de partir
Fez você me afastar
Você foi se distanciando
Me deixando de lado
Cada vez mais frio e distante
Até um ponto, que não nos alcançamos mais

Agora
Não conseguimos mais voltar a ser o que fomos
Nem muito menos conseguimos nos entender
Você se auto desfez dentro de mim
E, por mais que eu queira
Não consigo te resgatar em mim
Mas, você ainda está aqui
Sim, você ainda está dentro de mim
Ainda lhe sinto no meu coração
Só que como se fosse
uma assombração
Desculpe
Meu amor, meu esforço
foram em vão

Não há mais nada que Eu possa fazer
Se você não quer
Se você não tem motivação
Não posso obrigá-lo

Mas, você disse que estava com saudades
Mas, você não se motivou a me ver
O que mais posso fazer?

Eu já fiz o que pude e, o que nem devia

Agora
Você precisa decidir o que Você
vai fazer, se quer fazer

Eu já fiz tudo o que podia
Não posso mais nada
Se Você não agir
Não poderei fazer nada
Já fiz o que estava ao meu alcançe

Já foi - Jota Quest

Eu sempre quis fazer você feliz
Às vezes, me deixava pra outra hora
Eu sempre quis falar o que eu sentia
Mas dessa vez foi o silêncio que falou por mim

Eu sempre me esforcei pra te incentivar
Tua falta de caminho me detinha a intenção
Eu sempre te deixei bem à vontade
Mas tua falta de vontade me desmotivou

Quer saber? Já foi
Vou cuidar de mim
Quer saber? Eu quero alguém pra dividir
Gostar de quem gosta de mim

Eu sempre acreditei muito em nós dois
Primeiro em você, depois em mim, éramos nós
Eu sempre quis fazer a minha parte
Mas você não faz mais parte
Da metade de nós dois

Quer saber? Já foi
Vou cuidar de mim
Quer saber? Eu quero alguém pra dividir
Gostar de quem gosta de mim

E quanto a gente paga
Pelos sonhos que deixou?

Quer saber? Já foi
Vou cuidar de mim
Quer saber? Eu quero alguém pra dividir
Gostar de quem gosta de mim

E quanto vale
O tempo todo que vivemos
Correndo atrás dos sonhos
Pra viver só de amor?

E quanto a gente paga
Pelos sonhos que deixou?

Quer saber? Já foi
Vou cuidar de mim
Quer saber? Eu quero alguém pra dividir
Gostar de quem gosta de mim


Eu só quero paz
Eu preciso apenas entender
o que você de fato quer
Gosto de mais de você
Mas, me amo o suficiente
para não querer mais
suas confusões
Bastam as minhas próprias
Não sou mulher para você
E, por mais adorável que você seja
definitivamente
você não é para mim
Descubra o que você quer primeiro
Entenda a si mesmo
Eu sei o que quero e, o que preciso
não é você
Lamento
Adoraria, ah como adoraria
que fosse você
Que fosse eu
Entretanto, não somos nós
pois nunca fomos
nós
Apenas era
Eu
e você
Nunca
nós

A essência do ser

Eu sou a verdade espontanea, desmedida e atrapalhada.
Sou o amor puro, avassalador, lindo e muitas vezes assutador.
Sou o medo de amar mais, além da conta, sou quem se perde no outro, porém, acaba se achando eventualmente.
Sou dramática, exagerada, mas nunca insincera.
Posso não ser justa, porém, não por ser injusta, contudo, por me faltar um pouco de razão. Sou a busca pela razão emocional, a busca pelo equilibrio entre o ser e o pensar. Sou a busca do te amar, sem deixar de me amar.
Sou eu querendo você, o desejo de você me querer.
Sou a interrogação, você afinal, me queres ou não?

Goodbye, fair well, so long ...

When someone says; "I missyou", for me it means, that this person wants to see me, be with me, when possible!
But, if this same person, answers the phone and it's me calling, to assk him out, and he answered that he is not animated, and I got him by surprise.
I'll recosidere the fact that he miss me at all.
It doesn't make sense!
Is not coherent when you say "I miss you", and when you can see the person, you just not animated and also surprised that the person wants to see you?
I gave up!
Good bye, fair well, so long!
Just forget it that we once met!
It's too dificult! It demands a lot from me!
I quit!

domingo, 4 de outubro de 2009

Ice Heart
How someone can be
so ice heart like you?


How can you be
so indifferent?


I don't know!
I don't understand!

You said you miss me
Yet, did wanna see me?

Is this madness?


I need to get you out of my head
I must remove you from my heart
I need myself to be free of you
You said goodbye
You should had left
You dind't leave
You are still somehow
Present
inside me
This is torture
You say you miss me
Yet, you don't wanna see me
Is this madness
If you are feeling blue
If you miss me
Yet, you don't let me cheer you up
You don't feel like see me
How can this make any sense
You miss me
I call you, ask you out
But, you are not animated to
I got you by surprise you said
How come
Can you explain that to me
When I miss someone
I call and try to meet
I just don't get you
Why is so hard to get close to you
Even when you want me to
If you miss me
as you said it
Why didn't you meet me
You said you miss for what
to mess if my head
My heart can't held this anymore
I had enough of your "I don't know"
I do like you
But, it's to much
I'm emotionally exhausted
That's so many questions between you and me
In your heart are confusion and insecurity
Even though I love you so
I just can't make you feel differently
As much as I try
You keep pushing me away
Even though, we are not together anymore
I still feel you kindda close
You say that you miss me
But, when the opportunity to see me comes
You are not excited enough, you are desanimated
How this could be
If you do miss me, just the fact that I called
should make you run to me
Yet, you were desanimated
I just don't understand
You rather miss me
than go out to see me
If you keep acting this way
You be always loving platonically
And there is nothing I can do

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Alex

Eu lamento tê-lo sobrecarregado com meus problemas
Lamento ter "descarregado" tudo em cima de você
Sei que não foi justo
Mas, não sabia pra quem mais recorrer
Apesar de saber, que não tinhamos futuro
talvez por medo e insegurança ou até mesmo
para auto sabotar nossa relação
Eu investi emocionalmente, como nunca antes investira
Porque senti que valia a pena
Você merecia todo o amor que eu sentia
E, por isso, te amei o tanto quanto pude
Como pude, até não mais poder

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Ceci Akamatsu

Construir um mundo melhor sempre foi a motivação de vida de Ceci. Sua formação em Biologia e vivência em projetos sociais e ambientais a levaram a uma conclusão: a construção desse mundo depende da transformação individual de consciência. Vivenciando seu processo de cura energética, iniciou o caminho de conhecimentos e práticas que despertaram sua vocação como terapeuta energética. Realiza atendimentos no Rio de Janeiro e em São Paulo, aliando o Sistema Vibracional Acquântica a técnicas como Radiestesia e Radiônica, Theta Healing e Magnified/Light Healing.


Por que eles sempre somem? - PARTE 2

Perceba como se formam desequilíbrios que afetam seus relacionamentos

por Ceci Akamatsu


Na primeira parte deste artigo falamos sobre casos de pessoas que vivenciam afastamentos inesperados em seus relacionamentos afetivos. Desequilíbrios energéticos geralmente inconscientes atuam em suas vidas, gerando uma angústia que se resume na pergunta: o que há de errado em mim?

Somos todos um conjunto vibracional de nossos corpos físico, emocional, mental e espiritual. Atuamos e interagimos com as pessoas e com o meio a nossa volta em todos esses níveis, e assim podemos nos aperfeiçoar e viver cada vez melhor. Todas as pessoas e situações em nossas vidas representam oportunidades de aprendizado.

Imagine uma pessoa que tem uma natureza excessivamente doadora, que gosta de sempre agradar aos outros, atendendo aos desejos alheios. Age de acordo com as vontades das outras pessoas, abrindo mão de sua verdade e essência. Ela se envolve com uma pessoa bastante egocêntrica, egoísta e controladora. Essa pessoa gosta de ser o foco das atenções e que tudo seja feito à sua maneira. Agora imagine a interação energética entre esses dois. Os padrões desequilibrado de ambos se encaixam perfeitamente. Isso pode ser sentido como uma forte e inexplicável atração e paixão entre eles. E assim cria-se um vínculo entre energias desequilibradas complementares.

Esse desequilíbrio se manifestará na vida do casal: a pessoa doadora demais se sentirá sobrecarregada pelas demandas e controle do parceiro que, por sua vez, sentirá que a pessoa ao seu lado é de alguma maneira muito dependente e frágil.

Se pelo menos um dos parceiros perceber o potencial de aprendizado no relacionamento, poderá utilizar a situação para equilibrar seus padrões negativos. A pessoa doadora poderá perceber que precisa ser mais egoísta, no sentido de respeitar sua verdade e essência, impondo seus limites de maneira saudável. A pessoa demasiadamente egoísta poderá perceber a necessidade de abrir-se mais aos outros, exercitando sua capacidade de doar-se e compartilhar, aprendendo a lidar com seu ímpeto controlador. Caso ambos consigam perceber a oportunidade de crescimento, consciente ou inconscientemente, podem ajudar-se mutuamente a equilibrarem-se, facilitando e acelerando o crescimento um do outro.

Entretanto, se nenhum dos parceiros percebe essa oportunidade de aprendizado, o excessivamente doador poderá colocar a si mesmo como vítima e o outro como algoz. Entenderá que egoísmo é algo ruim que o faz sofrer, e que, por isso, deve continuar cada vez mais doador. O parceiro egoísta, por sua vez, entenderá que uma postura doadora significa fraqueza e submissão e que, portanto, deve cada vez mais estar voltado e fechado em si mesmo. Dessa maneira, os dois reafirmam e reforçam seus padrões desequilibrados, além de criarem medo e ojeriza à postura um do outro - justamente o oposto do que seria o aprendizado da lição. Isso fica registrado em seus subconscientes como uma crença desequilibrada e que energeticamente estará ativa em uma próxima interação com o meio ou com outra pessoa. Futuramente, atrairão parceiros cada vez mais egoístas ou doadores, vivendo relacionamentos com padrões cada vez mais desequilibrados, até que percebam qual o aprendizado por trás desse cenário.

Nossa tendência é perceber o problema no parceiro: o outro faz isso, fala aquilo, age de tal maneira. Mas não paramos para pensar no motivo de estarmos vivenciando tais ações e atitudes do outro."Nossa tendência é perceber o problema no parceiro: o outro faz isso, fala aquilo, age de tal maneira. Mas não paramos para pensar no motivo de estarmos vivenciando tais ações e atitudes do outro." Porque atraio esse tipo de atitude, de situação? Quais padrões, atitudes e comportamentos meus estão alimentando ou contribuindo para que isso aconteça?

Existe sempre a escolha de como queremos vivenciar as situações: como vítimas dos outros e da vida, ou como agentes de aprendizado e crescimento. Podemos deixar que nossas interações sejam passivamente determinadas pelos nossos desequilíbrios. Ou podemos assumir nossa responsabilidade e nos tornarmos agentes de cura e equilíbrio em nossos relacionamentos e situações de vida.

Muitas vezes, mesmo tendo consciência dos padrões e oportunidades de aprendizado, ainda assim é difícil mudar. É preciso amor, paciência e perseverança. Em alguns casos, pode ser muito útil procurar orientação terapêutica para ajudar nessa mudança. Mas saiba que sempre existe possibilidade de mudar e de ser feliz - e ela está ao seu alcance: é sua escolha.

Para continuar refletindo sobre o tema
Releia a Parte 1 desse artigo - http://www.personare.com.br/revista/amor/materia/200/por-que-eles-sempre-somem

Por que eles sempre somem?

Desequilíbrios energéticos podem explicar dificuldades amorosas

por Ceci Akamatsu

Ela conhece alguém legal. Percebe afinidades e um clima gostoso quando estão juntos. Eles saem diversas vezes, se falam todos os dias, tudo parece caminhar para um relacionamento mais firme. E então tudo esfria tão rápido que não dá tempo nem de se dar conta. Ele simplesmente some.

Ela se pergunta: "Por que isso sempre acontece na minha vida? O que há de errado comigo? As pessoas dizem que sou bonita, legal, e não entendem como não estou me relacionando com alguém. E eu também não."

Essa é uma situação bastante comum nos atendimentos que realizo. Normalmente são mulheres aparentemente bem resolvidas, independentes, bem cuidadas, mas com uma interrogação no fundo do seu olhar: qual o meu problema?

Muito frequentemente, as mulheres que trazem essa pergunta são do estilo "muito legal e simpática". Não conseguimos enxergar defeito nelas, de tão legais que são. Elas ouvem frases como: "você é perfeita", "você é a pessoa que eu quero ficar junto", "você é mulher para casar".

Mas muitas vezes essas mulheres aparentemente perfeitas no nível físico trazem muitos desequilíbrios em padrões emocionais e mentais. Somos todos seres constituídos não só de matéria física, mas de energia sutil. Pensamentos, crenças e emoções, conscientes ou inconscientes também formam nossos corpos energéticos, que não são visíveis ou tão perceptíveis como nosso corpo físico. Portanto, nossas interações com o meio e com outras pessoas não se dão apenas de modo físico, mas também energético.

O pretendente pode não enxergar os desequilíbrios na mulher que julga perfeita. Mas pode, mesmo que inconscientemente, senti-los."O pretendente pode não enxergar os desequilíbrios na mulher que julga perfeita. Mas pode, mesmo que inconscientemente, senti-los." Bem provavelmente ele vai pensar "ela é tão legal, bonita, bem resolvida... gostaria de ficar com ela, mas parece que falta alguma coisa, algo não está batendo...". Ele não consegue explicar a razão de não ter mais vontade de estar com ela, pois racionalmente não há motivos.

Se você se enquadra no estilo "boazinha e legal" pode também estar mascarando uma tentativa consciente ou inconsciente de controlar o outro. Um jogo em que, de alguma maneira muito sutil, tenta obrigar o outro a fazer aquilo que você quer que ele faça. Quer que ele ame você e se comprometa, que diga e faça aquilo que você espera, que ele atenda as suas carências e todas as suas expectativas altíssimas. Às vezes, cria-se um jogo em que ele sente-se quase obrigado a atender às suas expectativas, afinal você é tão legal e fofa que merece ser agradada. E esse jogo escraviza e cansa a outra pessoa, que se sente aprisionada. Energeticamente, seria como se sua energia estivesse abraçando a dele como um polvo, imobilizando-o e controlando-o. Mais uma vez, esse "ataque" pode não ser visível, mas pode ser sentido, de forma consciente ou inconsciente.

A "boazinha" pode também carregar em seus corpos mental e emocional traumas e crenças negativas a respeito de relacionamentos, que procura esconder e abafar dentro de si. Apesar de aparentemente muito simpática, suas energias desarmônicas podem ser captadas pelo outro, que mesmo sem entender porque, vai se desinteressando.

Se você se envolve frequentemente com parceiros que somem sem explicação, saiba que essa situação sinaliza algo dentro de você."Se você se envolve frequentemente com parceiros que somem sem explicação, saiba que essa situação sinaliza algo dentro de você." Busque através da meditação, ou se sentir necessidade, com ajuda profissional terapeutica, essas questões a serem trabalhadas em você. Durante esse processo pode ser vantajoso ficar sozinha durante um tempo. Não se preocupe se os pretendentes pararem de aparecer, e respeite seu tempo de cura. Quando estiver harmonizada, seu próprio campo energético vibrará de outra maneira, e se encarregará de fazer fluir interações e relacionamentos mais saudáveis.

Para continuar refletindo sobre o tema
Leia a Parte 2 desse artigo e entenda melhor como se formam os desequilíbrios que afetam seus relacionamentos - http://www.personare.com.br/revista/amor/materia/215/por-que-eles-sempre-somem-parte-2

terça-feira, 22 de setembro de 2009

How I feel

I need love, I need to feel loved. I need to feel safe and warm in a tender hug.
I need someone to call me sweetie, my love, my dear
I need someone who will try everyting to be with me.
I need someone who want to be with me, only because he likes me, he enjoys my company.
I need someone who share with me, his dreams, his troubles, his fears...
Everything that is in his heart, I wanna be the one he opens his heart to.
I need a man who make plans with us.
I need someone who I can count on.
I just need someone who really loves me, just for who I am.
Someone who loves me, even though I'm a mess, even when I 'm mad
I need someone, who wants to stay with me, even when we were on a fight, even when I'm intolarable.
Someone who understand when I need a shoulder or a lap...
I just need someone that I can love and be loved.

http://mail.live.com/default.aspx?wa=wsignin1.0

No dia 24 de abril de 2004, a artista plástica francesa Sophie Calle recebeu por e-mail uma carta de rompimento. A mensagem enviada por seu namorado foi bastante prolixa, e poderia ser sintetizada de forma simples: "não quero mais te namorar". Ao longo do texto, o namorado de Sophie fez a ela muitos elogios, e terminou o texto escrevendo um singelo "cuide de você". A expressão em português pode parecer errada, já que o correto seria "cuide-se" mas quando escrevemos "cuide de você", tradução literal do francês "prenez soin de vous", tem-se a impressão que a pessoa nos mandou tomar conta de nossas vidas. Vá cuidar de sua vida! Não é um amor?

Ouvir ou ler este tipo de coisa não é algo fácil para a maioria das pessoas. Dizem que uma das piores dores que se pode sentir é a dor da rejeição."Dizem que uma das piores dores que se pode sentir é a dor da rejeição." Eu acredito nisso, muito embora me pareça que a tal da dor do término muita vezes venha a ser piorada pela parte que sofreu a rejeição. Quando estamos apaixonados, pode ser difícil perceber que a outra pessoa não está mais interessada em nós. É dito que para bom entendedor, meia palavra basta. Mas como a paixão meio que nos emburrece, às vezes precisamos de textos bem explicadinhos. Não adianta simplesmente sumir ou esfriar. Nos términos amorosos, é preciso - e de bom tom - saber se explicar.

Será que existe uma maneira "correta" de terminar um relacionamento? Por um lado, há os que criticam términos feitos por telefone, cartas ou por mensagens eletrônicas. O argumento sempre me pareceu razoável: se namoro com uma pessoa e ela por um tempo foi importante em minha vida, o mínimo que se pode fazer é conversar frente a frente. Mandar um e-mail, como fez o namorado de Sophie, soa algo covarde. Por outro lado, há pessoas que simplesmente não entendem e não aceitam a ruptura e se comportam como loucas, fazem escândalo, ameaçam se atirar do alto da Torre Eiffel num espasmo de suicídio chique e outros comportamentos mais condizentes com um filme tragicômico. Note: chorar é normal, demonstrar tristeza, ou mesmo eventualmente raiva é totalmente normal, mas se portar com selvageria quando diante do "adeus" alheio justifica perfeitamente que algumas pessoas se despeçam por meio de cartas e e-mails, não as culpo. Deste modo, creio que seria perigoso julgar como "covarde" quem termina um relacionamento por carta - sabe-se lá, afinal de contas, com quem esta pessoa namora!

Mas voltemos ao caso de Sophie Calle. Um tanto quanto pasma com o término por e-mail (considere, caro leitor, que Sophie é uma mulher adulta, inteligente e razoável), ela não soube o que responder. A questão é: haveria o que responder? Prolongar a despedida pode ser mais doloroso do que a própria despedida. Sophie então resolveu sublimar sua perda, convertendo-a em arte, sua especialidade. Deu a carta para que 107 seres do sexo feminino (incluindo aí uma macaca e uma papagaia) a lessem e dessem seu parecer particular sobre ela. 107 olhares sobre um mesmo texto. Bem, nem é preciso dizer que a papagaia comeu a carta, e a macaca a utilizou conforme bem entendeu. As outras 105 fêmeas, humanas que eram, deram variados tratamentos à carta de despedida. A maior parte das respostas e reações destas mulheres pode ser vista na exposição "Cuide de Você", aberta ao público no SESC Pompéia em São Paulo até 7 de setembro próximo, ou em Salvador, no MAM, entre 22 de setembro e 22 de novembro de 2009.

Alguns acharam que a exposição era uma forma sutil de vingança. Da minha parte, vejo diferente: Sophie Calle fez surgir beleza de uma situação de dor. Quantas pessoas são capazes disso? A acusação de vingança cai por terra se considerarmos que Sophie não identificou o nome de seu ex-namorado na exposição (ele mesmo se revelou posteriormente, mas isso é outra história). A obra de Sophie nos apresenta a uma possibilidade e tanto: podemos fazer algo de belo com nossas dores."A obra de Sophie nos apresenta a uma possibilidade e tanto: podemos fazer algo de belo com nossas dores." Nem todo mundo é um artista plástico do calibre de Sophie Calle, mas muitos de nós são perfeitamente capazes de usar os recursos que possuem para fazer uma limonada a partir de alguns limões azedos. No final das contas, vale ter em mente que separações acontecem o tempo todo, e que o mundo não deixa de girar por conta disso...

A carta
Aos curiosos, eis a carta que Sophie Calle recebeu: Sophie,

Há algum tempo venho querendo lhe escrever e responder ao seu último e-mail. Ao mesmo tempo, me pareceria melhor conversar com você e dizer o que tenho a dizer de viva voz. Mas pelo menos será por escrito.

Como você pôde ver, não tenho estado bem ultimamente. É como se não me reconhecesse na minha própria existência . Uma espécie de angústia terrível, contra a qual não posso fazer grande coisa, senão seguir adiante para tentar superá-la, como sempre fiz. Quando nos conhecemos, você impôs uma condição: não ser a "quarta". Eu mantive o meu compromisso: há meses deixei de ver as "outras", não achando obviamente um meio de vê-las, sem fazer de você uma delas.

Achei que isso bastasse; achei que amar você e o seu amor seriam suficientes para que a angústia que me faz sempre querer buscar outros horizontes e me impede de ser tranquilo e, sem dúvida, de ser simplesmente feliz e "generoso", se aquietasse com o seu contato e na certeza de que o amor que você tem por mim foi o mais benéfico para mim, o mais benéfico que jamais tive, você sabe disso. Achei que a escrita seria um remédio, que meu "desassossego" se dissolveria nela para encontrar você.

Mas não. Estou pior ainda; não tenho condições sequer de lhe explicar o estado em que me encontro. Então, esta semana, comecei a procurar as "outras". E sei bem o que isso significa para mim e em que tipo de ciclo estou entrando. Jamais menti para você e não é agora que vou começar.

Houve uma outra regra que você impôs no início de nossa história: no dia em que deixássemos de ser amantes, seria inconcebível para você me ver novamente. Você sabe que essa imposição me parece desastrosa, injusta (já que você ainda vê B., R.,?) e compreensível (obviamente?); com isso, jamais poderia me tornar seu amigo.

Mas hoje, você pode avaliar a importância da minha decisão, uma vez que estou disposto a me curvar diante da sua vontade, pois deixar de ver você e de falar com você, de apreender o seu olhar sobre as coisas e os seres e a doçura com a qual você me trata são coisas das quais sentirei uma saudade infinita. Aconteça o que acontecer, saiba que nunca deixarei de amar você da maneira que sempre amei desde que nos conhecemos, e esse amor se estenderá em mim e, tenho certeza, jamais morrerá.

Mas hoje, seria a pior das farsas manter uma situação que você sabe tão bem quanto eu ter se tornado irremediável, mesmo com todo o amor que sentimos um pelo outro. E é justamente esse amor que me obriga a ser honesto com você mais uma vez, como última prova do que houve entre nós e que permanecerá único.

Gostaria que as coisas tivessem tomado um rumo diferente.

Cuide de você.

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

How I feel

You don't know how I feel
And I don't even know
If you care

I don't know how you feel
But I should't care

Things change so dramatically

We started as friends
Found aurselves in love
But, sunddely I couldn't even recognize him

The look in your eyes that it used to be so sweet
Became so cold and distant
Your hug kept me warm and safe
But as the time go on
I couldn't feel warmth neither safe in your arms

I just felt the coldness and the distance
It got stronger with the time
Untill, I couln't be closer to you anymore


In progress

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Quando eu disse a você

"As vezes penso em terminar
porque tem vezes que, te sinto tão frio e distante ..."

Eu depois expliquei dizendo
que eu sentia de forma viceral uma força contrária
como se uma energia viesse de você e me expelisse
me sentia repelida

Não sentia desejada
pelo contrário
sentia que não me queria

Mas, como podia estar enganada
Afinal, as emoções não são racionais mas emocionais

Eu poderia e, como gostaria
de estar enganada

Eu senti que deveria sumir
Ficar um tempo sem te procurar
até pra ver se você percebia
se mancava

Porém, algo em mim
não me permitiu
não consegui seguir meu coração

Algo além de mim
me fez continuar
e insistir em ficar

Entretanto
meu coração sabia
insistia em me alertar
afastar-me era necessário

Não dei ouvidos

Agora estou aqui
tentando fazer sentido
aonde não tem sentido

Não há sentido, direção
apenas meu coração ferido


E, nenhuma vontade de te ver novamente

Pelo contrário, queria não lembrar que existe

Tentando dar razão a emoção ou O meu erro foi acreditar

Eu nuca pensei que você
fosse capaz de ser de fato
tão frio e distante
como você ficou

Eu cheguei até a dizer a você
"As vezes penso em terminar
porque tem vezes que, te sinto tão frio e distante ..."

E, você disse que se eu terminasse com você
você iria "me bater" ....
claro que foi uma metáfora, força de expressão
ou um simbolismo para dizer o que você claro
nunca conseguiu dizer

Você não queria terminar
até porque nem queria começar
Namorar simplesmente não é para você

Pois, para você namorar de fato alguém
você tem que se entregar
tem que correr risco de se machucar
permitir ficar frágil, vulnerável

Contudo, sua racionalidade fria e calculista
jamais lhe permitiriam deixar a emoção tomar conta de você

Por isso você me afastava, me congelava
porque dessa forma, eu não tinha como reagir
pois, se eu reagisse você teria que reagir

E, tomar alguma atitude
foge totalmente do seu controle
Você nunca antes teve que fazer nada

Amar platonicamente é bem você, bem cômodo
bem covarde e calculista

Você tem a pseudo sensação de estar vivendo um amor
e, com isso, se engana, achando que está vivendo um amor

Só vive um amor, quem se entrega sem pensar
quem se entrega simplesmente por querer se entregar
nada mais, nada além

O meu erro foi acreditar
que eu podia te fazer querer se soltar
se libertar das amarras cegas e insensíveis
da fria razão

Quem muito entende de amores platônicos
nada entende de amar de verdade

E, se nem tentar
enfrentar o medo de algo tão real
como amor
incapaz será de vivê-lo realmente

A persistência da insistência

Odeio me sentir assim
uma mistura de tristeza e frustração
Um aperto no coração

Pensamentos insistem em me atormentar
as recordações insistem em vir

E, eu insisto em me perguntar
por que não fiz nada
por que não ouvi meu coração aflito
por que não pus fim
quando senti que era o fim

Por que insisti
por que não pus fim
ao que já sabia que era
o nosso fim

sábado, 12 de setembro de 2009

As long as I believe in me
I'll be more than ok.

I still believe in true love
Even though it would take a while
to let myself fall again

A funny thing about love

Even though I wasn't expecting
I found someone that gave me back
the faith in a relationship

He also gave me back
the faith on me

Nevertheless I lost the faith
I had on us

Spite all my efforts
he didn't gave us a chance

On one hand I believed in us
In the order hand
he didn't, he just gave up

Consenquently we broke up
And I'm trying to move on.

TTC IBEU

Bem, como estou cursando o Teachers Trainning course no IBEU, que é exelente, eu vou passar a escrever em Inglês, para fluir melhor em mim, essa língua que tanto amo e, preciso me aperfeiçoar, para poder ser de fato uma boa professora de Inglês, não uma qualquer, que tem muitas por ai... Ahammm

So I'll start now my English compositions...
Fair well !

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Amar
Aceitar os defeitos, releva-los
Enaltecer as qualidades
Querer estar junto
mesmo quando tudo parece difícil
mesmo quando estamos brigados
chateados, tristes um com o outro

Saber quando
insistir, dar espaço
calar-se, desabafar
interpretar o silêncio
ler os sinais

Amar é muito mais
só precisamos deixar acontecer
Enfrentar o medo
e curtir o momento

Frustração

É muito frustrante ter um namorado
que não consegue se sentir como um
Logo, não age tanto como se fosse

Apesar de ser sua namorada
não me sinto a vontade de fazer planos
Planejar um simples fim de semana
foi demais pra ele

Um comportamento inadequado numa ocasião
Pequenos deslizes
falhas humanas e perdoáveis

Talvez não para ele
Para ele não
Já que é tão racional, auto controlado

Eu, pro meu azar
Sou o completo oposto
Expontânea, perco o controle fácil
Não sou nenhuma histérica
Mas, tenho minhas dificuldades

Não guardo meus sentimentos
bem no fundo do meu ser
onde nem eu mesma poderia encontrar

No caso dele
ele se protege tanto
se controla tanto
Que não faz ideia do que sente
E, não sabe como lidar com suas emoções
quando vem a tona

Não sabe o que fazer
quando perde o controle
E, para ele ser tomado pelas emoções
é como se perdesse o controle

Eu perco o controle
quando penso demais
racionaliso demais
analiso, reflito

Isso acontece quando sinto que não sou bem-vinda
quando me sinto repelida
e, me senti assim, nas últimas vezes em que estivemos juntos

Fico pensando demais
e, fico nervosa, ansisosa
neurótica

Talvez, eu seja pior que ele
eu devia ter sumido

Deixado-o na dúvida
ao ocntrário, deixei-o seguro demais

eu não sei o que fiz errado
Ou, se deixei de fazer algo

Só sei que odeio sentir a distância entre nós
Sentir a frieza dele
Estavámos juntos, mas era como se estivéssemos
em continentes diferentes

Talvez eu tenha me esforçado demais
Deixei de ser um pouco quem sou
para tentar agrada-lo e ficarmos bem

Já não sei mais o que pensar
e, nem se quero continuar investindo em algo
que não sinto retorno

Queria ao menos saber
que não é em vão
todo meu esforço e dedicação

Tristeza

Um aperto no coração
uma sensação de vazio
Não é bem vazio
Não sei bem explicar

Quando a tristeza chega
e toma conta do seu coração
fica difícil descrever
a emoção


Dor, bem no peito
como se meu coração encolhesse
tamanha dor
...

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Amor

Independente do que for
Não importa o que acontecer
Eu gosto de você

Se ficaremos juntos
Ou voltaremos a ser
apenas bons amigos
Não importa

Eu gosto muito
muito muito mjuito
mesmo, de você

E, nada pode mudar
o carinho enorme
que sinto por você

Títulos nada mudam

Namorada, amiga
"ficante"

Eu gosto de você
Simples assim

O amor independe das coisas e das pessoas
Ele existe no peito
E, a ele transcende
E, ponto.

sábado, 29 de agosto de 2009

É impressionante a capacidade que as pessoas têm a mudar dia a dia.
Ontem, ele estava disposto a ficar comigo, (preocuapdo com a hora, isso é dele) porém, disposto a ficar comigo mais tempo, tanto que pra minha surpresa, ele topou ir num lugar que eu queria ir, já bem tarde da noite.
Eu entendo que ele more longe, só que eu sempre vou até ele.
Tá, a maioria das pessoas que conhecemos, moram perto dele e, sei que, moro relativamente longe.
Só que eu sempre que vou até ele e, logo, sempre sou eu que demoro pra chegar em casa.
Se, eu sou capaz de não ligar pra ele, (porque ele ODEIA TELEFONE) e olha que eu tenho voNtande de ligar quase todo dia...
Por que, ele não faz algo que seja difícil, porém que demonstre algum esforço.
Como agora, apesar da preguiça, podia tomar um banho e se motivar a vir me ver, a motivação seria essa, me ver!
Mas, pelo visto, estar comigo não o motiva tanto...
Claro, que se ele ler isso aqui, vai falar que sou injusta e maluca.
Já sei, é um fato, sou injusta e maluca.
Da mesma forma que ele é egoista e "mão de vaca".
Ai, ele vai falar que não é egoista, que é sei lá o quê, e nada de "mão de vaca"só econômico ou cauteloso, sei lá, algo que justifique e, tire o dele da reta...
(odeio essa expressão, tirar da reta, mas vem a calhar...)
É muito cômodo pra ele, que os amigos dele, sejam sempre as pessoas que ligam pra chamá-lo pra sair, e a namorada que sempre vai até ele, pra eles se verem.
Um de cada vinte encontros nossos , ele veio me ver!
Não não é exagero!
A zona Sul tem mais coisas pra se fazer, é melhor pra sair, concordo!
Só que a minha casa é sem dúvida o melhor lugar pra namorar!
E, se ele tem preguiça de vir até a Usina, eu também tenho preguiça de ir até Botafogo, mas deixo a preguiça de lado, porque a vontade de vê-lo sempre é maior que aminha enorme preguiça...
Contudo, eu cansei de ser aquela que vai ao encontro dele...
Eu sempre disponível, assim, fica muito fácil.
E, pra alguém já tão acomodado as pessoas mimarem e fazerem o que lhe melhor lhe convém, não colaboro em nada com seu comportamento viciado em ter todos a sua didposição.
quero ver a hora que eu encher de vez e não ligar, não mandar mais recados e não ter tempo de conversar pela internet.
Quero ver, se apesar de toda a preguiça e acomodação, ele não vai querer sair da estagnação e comodismo e vir me ver.
é muito chato ter que ficar insistindo ou tentar convencer alguém a fazer algo.
Eu não quero convencê-lo a vir me ver, quero simplesmente, que ele queira vir me ver!
E, se ele não quizer, não é um problema dele, porém, sim, problema nosso!
Nunca vi alguém tão difiícil de se mexer pra fazer algo como ele.
Apesar que tinha uma amiga, digo tinha, porque cansei de ir vê-la, de sempre ligar pra ela, ela nunca vinha me ver, nunca ligava.
E, memso qunad eu ia lá, vê-la, mal me dava atenção, ela mal se dá atenção.
Tenho pena da filha dela. Que fica "mamãe, mamãe tô com fome" berrando em frente dela e, ela lá no mundo da lua, ...
Enfim, eu tô com preguia, mas se ele me pedisse pra ir lá vê-lo eu iria.
Porém, pelo visto, nem que eu fosse até a casa dele, ele ia fazeralguma coisa.
Eu fiquei pasma, quando perguntei se ele queria vir aqui; " pra fazer o quê ai? "
Respondi irada; " Nada, pra fazer nada."
Porra, sem noção!
Quantas vezes fui a casa dele e, não fizemos nada.
Pra ele é cômodo, tá na casa dele, quando ele quizer ir dormir, é só dizer; "melhor você ir, tá tarde e, quero dormir"
Quanta sensibilidade.
As vezes ser muito objetivo acaba com qualquer romantismo ou espontaneidade afetiva!
Acho que ele só veio ontem aqui, foi porque estava perto da casa dele e, ia passar bem em frente a casa dele.
Talvez, se eu tivesse em casa, ele não viesse me ver...
Vou ficar a próxima semana sem sequer responder depo de orkut.
Se entrar no googletalk, vu estar ocupada.
Afinal, não sou namorada virtual.
Sou bem real e puro fogo, ele sabe beeem disso.
Poxa vida!
E, o pior, é que quero vê-lo...
Que raiva!
Fazia tempo que não escrevia...
Mas, eu tava sem ter o que escrever, ou na verdade, sem ter vontade...
Sempre há o que escrever, pois sempre estamos experenciando sensações novas e, situações novas, acontecem o tempo todo!
Até porque nenhum dia é igual ao outro!
Peguemos por exemplo um surfista, que vai a praia todo dia as seis da manhã.
Cada nascer do sol é único, cada onde que ele consegue "pegar", é uma experiência nova, de contato com a natureza e com seu eu natural, digamos assim... Os raios de sol, que tocam minha pele as dez da manhã, não são os mesmos raios de sol que me tocam as três da tarde, mas o calor de certa forma é o mesmo, é a mesma origem calórica...
Eu sou a mesma Renata que nasceu há trinta anos atrás e, ao mesmo já não sou mais. Sei andar, falar, pular, correr, apesar de não fazer essas duas últimas ações com frequência...
não sei porque estou escrevendo essas coisas...
Talvez seja a saudade da minha amiga MC, que está no Sul.
Talvez seja saudade das aulas da Dirce e do Luis ...
Saudade de filosofar sobre a vida, filosofar sobre o tempo, o espaço...
Filosofar enfim.
Fazer parte de algo que transcende o intelecto, que perpassa a lógica...
Quero voltar a ter contato com o que permeia o logos, o conhecimento além do que é perceptível.
Quero falar dos universos, paralelos, perpendiculares, das espirais do tempo...
Quero me sentir de volta ao universo das grandes mentes...
Saudade da MC, porque ela era e, ainda é, (mesmo que distante) meu acervo, meu banco de dados, além de minha guru e, confidente.
Ela me fazia sentir bem, e bem inteligente.
Ela me inspirava a buscar meu potencial, ...
Eu quero atingir e ultrapassar meu potencial, contudo, sei que ainda há lá no fundo da minha alma o velho medo, a constante inseguraça de tornar-me arrogante e insesível, egoista, fria, quase desumana...
Sinto isso, porque conhe,o muitas pessoas que admiro, que são de fato extremamente inteligentes, cultas, entretanto, por serem ultra racionais e cognitivamente "evoluidas", que tendem a se comportar de forma bastante pré- potente...
E, isso me apavora!
Odeio muitas das vezes, que me falam o quanto sou inteligente e capaz, como se fosse minha obrigação ser bem mais ou atingir bem mais do que sou e estou conseguindo atingir.
Faz algum sentindo o que digo e o que sinto?
Soa ingênuo ou infantil?
Enfim, me sinto assim.

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Quando o (real) amor acontece

Ella sempre fugiu da felicidade!
Achava que era feliz sendo triste.
Ella não sabia que seu vício de ver tv, a influenciara no seu modo de ver a vida.
Com o passar do tempo, Ella, foi percebendo que não precisava fngir o que sentia, nem mentir sobre as coisas que pensava. Ella não precisava da aprovação de ninguém. Não precisava contar sua intimidade em detalhes.
Parou de se expor e, se iludir com as pessoas, pois não tinha mais, tantas expectativas.
Vivia cada dia, a seu tempo.
Aprendeu, que nem todos são seus amigos e, que nem todos merecem sua confiança. Ella descobriu que a felicidade estava nela mesma, e, não nos outros!
Um dia Ella, já desiludia por se apaixonar por pessoas vazias, que não estavam disponíveis pro amor, conheceu Eros, e ficaram muito amigos.
A amizade foi se tornando algo mais, até que um dia, o amor os encontrou.
E, desde então Ella nunca mais precisou fugir da realidade, nem fantasiar amores de cinema.
Ella tinha seu próprio romance, que era real e, muito melhor do que os vistos dos filmes...
Eros declarou seu amor por Ella e, pararam de temer o amor.
Simplesmente amaram-se .

Em construção.

( Eu queria mudar o nome Eros, alguma sugestão? A 1a vez era Elle, mas achei sem criatividade...)

domingo, 28 de junho de 2009

Meu namorado

Pessoa amiga, querida
meu confidente, meu xamego
Faz de mim um fogo ardente
Meu namorado, é pra mim
um ser encantado, um semi deus

Em sua companhia, sou pura alegria
satisfação

Ser sua namorada, ser sua
emoção mais desejada

Te amo por ser do jeitinho que és
medroso, divertido, inteligente, carinhoso
amigo, parceiro, meigo, gentil, doce
delicado, um músico nato, sensível
Amo tanto e independente das falhas humanas
Por isso, meu semi deus
Te amo, não há outro sentimento

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Alex

Alguém tão amável
livre é o sentimento que nos une
estar com você, enaltecimento, extase, enlevo
xamengo, dengos e uma sensação incrível de amar em paz

(em construção)
Palavras, essas me faltam
sim, acredite se quizer
quando o assunto
é o que sinto por ele
por mais que o ame
quando digo
sempre arrumo um jeito de mudar de assunto, disfarço,
tento fingir que é uma brincadeira...
sim, tenho medo de dizer "eu te amo"
não o temo, por receio de não ser correspondida
contudo, temo pelo simples fato de desconfiar que ele possa se assustar...
eu temo o próprio medo e, isso eu sei que não faz muito sentido, entretanto, quando o assunto é amor, só o coração entende a falta de razão que há no medo de dizer ao ser amado, que de fato é amado...
Fica assim sub entendido.
Mas, que eu o amo
Ah, isso é fato!
O tempo passa fulgazmente sem você.
Já são tão seus
meu sorriso, pensamento
Engraçado, quando estou contigo
rio a toa, fico na boa
o tempo tona-se inexistente
Com você, não me importo
pra onde vamos
que horas voltamos
Estar com você
basta!

Quando digo que o tempo torna-se inexistente
refiro-me a sua importância, pois para mim
o tempo torna-se irrelevante
pois, estou contigo
Isso basta!

Sou mais eu, sou mais feliz,
estou em paz,
quando estou contigo!

O simples pensar em você, me faz bem!

Eu te amo por tanta coisa,
e, ao mesmo tempo,
te amo simplesmente, porque não há como não amá-lo!
Você é tão fácil de amar, tão delicado, tão puro!
Lamento apenas o fato, de você não fazer a idéia do quanto raro és!
Você é uma pessoa extremamente adorável!

Fico contudo, insatisfeita com essa declaração (de amor) pois, que para mim,parece não conseguir expressar de fato o quanto lhe estimo, o quanto lhe quero bem. Não há palavras que possam traduzir o que sinto por você!
Nem mesmo "eu te amo"parece bastar!

Você é a personificação de tudo que é mais lindo, delicado e amável.
Você é puro amor e, se eu não te amasse, eu teria que reaprender a viver.
Porque te amar, faz da minha vida mais significativa.

Te peço perdão, se o que lhe falo lhe assombra, lhe suplico, não se assuste!
Jamais, e repito, jamais ousarei tirar tua tão sagrada liberdade!

Te amo livremente, simplesmente
te amo, sem esperar nada
apenas estar com você
enquanto assim você quizer...
Te amo simplesmente porque
não conseguiria não amá-lo

(em construção...)

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Lágrimas secas ...

Eu já previa o fim
se é que é o fim
Contudo, Delphos me alertou
meu coração apertou
Era o prenúncio do The end
Ele ja dava os sinais
Eu quiz ignorar
fingi não compreender
Preciso esquecer
Não sei como
nem sei se quero
só sei que preciso
Se eu pudesse fugir
Arrancar esse sentimento
dentro do meu peito
Tira-lo do pensamento
Não durmo
Me consumo
de lamento
sofrimento
E, choro lágrimas secas
...

segunda-feira, 4 de maio de 2009

As coisas que não entendo

Eu gosto dele,ele gosta de mim.Nos divertíamos juntos.
Eu falava demais,Ele ouvia muito.As vezes, ele opinava,até compartilhava alguns pensamentos...
O tempo foi passando
Fomos gostando cada vez mais um do outro.
Até que, claro,
ele se acovardou...
O acordo era não levar a sério, apenas curtir
Mas, quando se tem um sentimento de verdade, quando se vive o que se sente e, não apenas ama-se platônicamente, as coisas tendem a ficarem sérias, sem nos apercebermos, sem querer, é natural, humano...
Contudo, quando se acostuma a ser racional, frio e calculista, uma paixão assim, sincera, recíproca, arrebatadora, assusta e , fragiliza a razão.
A emoção se faz presente, avassaladora, e, derrepente a razão está em frangalhos...
Então, o que se é de esperar de um homem frio, calculista, especialista em amores platônicos?
Pedir pra conversar!
Ai, claro, a primeira coisa que veio a mente, vai "terminar" nosso caso...
"Não quer mais me ver, perdeu a graça...
Mas, parecia que ele tava gostando cada vez mais de mim, não pode ser bem isso..."
Ele não quer bem, terminar, mas precisa de um tempo.
Como toda pessoa que usa mais a razão e quase nada da emoção, faz mais sentido, investir todo o tempo, para se profissionalizar e estudar, do que investir emocioanalmente num relacionamento afetivo...
Eu disse a ele, uma coisa não exclui a outra, tem como fazer ambas as coisas, sem atrapalhar, é só uma questão de organização.
Todas as pessoas deixam pra ter seus relacionamentos afetivos para o fim de semana.Trabalham dia de semana e, nos fins de semana, namoram, ficam, tem seus casos sem compromissos...
Enfim, não sei como ficou essa informção na cabecinha dele.
Só sei de uma coisa, ele vai sentir saudade da gente!
Ai, sim, eu quero ver, o quanto da razão vai permancer ativa nessa hora!
Quando a saudade bate, quem age é o coração e, ai sim, somos sinceros com nós mesmos!
Até lá, meu coração fica sem muita motivação pra bater feliz.
Porém, tá aqui, batendo apertado, quietinho, angustiado...
Entretanto, fazer o quê, me apaixonei, agora me resta ter mais um estoque de paciência, tolerância e muito auto-controle!
Esperar é preciso e fundamental!
Tempo, ele precisa de tempo!
Pois, o terá! Terá todo o tempo que ilude-se precisar...
Tempo, tá passando, me ferindo aos poucos, contudo, resistirei as marcas do tempo, da saudade e, da insegurança emocional (dele)...
Se, ele precisa de tempo, para se preparar emocionalmente e, ao ver, que só estuda e se preocupa com coisas práticas,.. nem sei mais o que estou escrevendo...
Resisitr e ter fé!
Ficaremso bem!
Voltaremos a ficar juntos, mesmo que não dê no altar!
hahahhaha
Isso eu sei que não vai rolar!
kkkkkkkkkkkkkkkkkk
Só queria ter em meu curriculo emocional, um relacionamento que durasse mais que uma estação, quem sabe as quatro estações?
Enfim, só Kronos e Eros têm as respostas...
Que os deuses iluminem o coraçãozinho medroso dele e, quanto ao meu, que consiga encontrar paz!

terça-feira, 31 de março de 2009

Anjinho

Foi sem perceber, bem de mansinho
Fui gostando de você, te admirando
Querendo te encontrar depois da aula
Tinha vontade de te ver, de contar como foi meu dia.
Queria aprender com você sobre Política, Sociologia, Marx, aprender as coisas do mundo...
Quiz deixar de ser alienada, você me fez querer ser mais realista, sabia?
Meu desejo era algo simples, queria apenas a sua companhia.
Só estar ao seu lado, falar com você.
Queria apenas compartilhar as coisas que aconteciam na minha vida.
E, sem perceber, fui querendo mais e mais, estar com você.
Até que um dia, descobri que apaixonada por você estava...
Dai, veio o receio, de não ser interessante para você.
Veio as dúvidas, se iria me querer, se eu seria intelectualmente atraente e compatível...
A insegurança tomou contou de mim, contudo, o sentimento já fazia parte do meu ser, eu queria você e, isso era mais forte e superava qualquer insegurança!
Hoje, finalmente sei, que também estava interessado e, compartilhava do receio e das dúvidas...
Agora, no atual momento, nada me faz me sentir mais segura do que seu adorável e hipnotizante olhar .
Teus beijos, me asseguram que sentes por mim, algo semelhante ao que sinto por ti.
Não me importam os títulos, sou sua e você é meu.
Não importando o estado civil que a sociedade queira nominar.
Nos pertencemos e, isso nos basta!
Adoro o fato de sentir o quanto gostas de mim!
Adoro você, meu anjinho querido!

domingo, 29 de março de 2009

Esse meu espaço aqui, por um lado é ótimo...
Porque é como um amigo mudo, ou um psicanalista.. rs
Ironias sarcásticas debochantes a parte... rs rs (redundância ao máximo!Chacotaaa)
Falando sério...
Quem me conhece e, sabe da minha monótona, ociosa e quase solitária rotina...
entende, o quanto vital ser ouvida é para mim...

(Desconstruindo formas corrretas de usar a língua portuguesa, assassinando o bom Purtuguex...)

Enfim, se este é meu canto, então é do meu jeito, humano, demasiadamente humano, com o meu toque e personalidade alienantes,alienados, quase alienígenas...

É, me sinto as vezes uma alienígena.
Porque sinto tanta solidão e, alienação...
Não me sinto parte da realidade deste mundo frio, materialista, consumista, sádico, corruptível, mesquinho, alienante, massacrante, desumanizante, delirante...

Aiii, nossa, quanto rancor e tristeza no meu coração...
Desculpem...

Ontem, reencontrei uma pessoa do meu passado, que preferia ter virado cinzas junto com as memórias...

Além, do fato de reencontrar alguém que me fez muitíssimo mal, ainda acrescentemos a isso, a falta do que fazer....

Sim, o ócio pra mim é algo patológico, quase tão nocivo, quanto ter meus olhos encontrando com os olhos do meu ex...
Aquela familiar sensação de ilusão, delírio e obessão...
Porque, ele foi uma ilusão que criei, amei mais do que deveria e, assim, perdi a mim e parte da minha sanidade emocional, porque a mental, essa é meio duvidosa...Era uma namorada obsecada, sem o mínimo amor próprio [...]

Porém, apesar deste lamentável, grostesco desastre emocional, mantive me inabalada (significantemente), pois, ao me encontrar apaixonada, este evento passa a ser secundário e, perde total relevância...

Uma outra Renata, num outro momento, anos atrás...
Teria uma reação completamente diferente da que tive...

E, isso agradeço ao meu amigo músico, que bem demais me faz, ...

É, os músicos sempre me fizeram sentir perto dos deuses...

Meu primeiro namorado, que fez aniversário dia 27/03 agora, era músico, ateu, anarquista, falava alemão e era super atenado com as coisas do mundo, politizado.Deve ainda ser, não sei mais...

Enfim ...

Muito tem em comum , com meu atual "affair", que compartilha de tais posturas políticas e anti religiosas, se é que posso definir desta forma.

Quanto a mim, fico cada vez mais fascinada e admirando mais esse amigo íntimo que tenho tão estimado em meu peito.

Se Alexandre "O Grande", conquistou nações, ele conquistou a mim e, meu quase descrente coração.

Eu já não mais me permitia, que se aproximassem tão perto assim do meu coração...
Entretanto, foi inevitável, sua entrada e estada ...

(não está do meu agrado, mas é o que estou sentindo e, pensando...
Então, é isso pessoal)

Ficou razoável? rs

COMETÁRIOS, NÃO SÓ SÃO BEM VINDOS, COMO SUPER DESEJADOS!!!!

sexta-feira, 27 de março de 2009

Um pedido de desculpas incomum

Não deveria me sentir culpada,
por assumir meus sentimentos!
Ou deveria?

Não deveria me sentir constrangida,
por ter coragem de assumir o que sinto!
Ou deveria?

Não deveria pedir desculpas,
por ter me apaixonado!
Ou deveria?

Não, não peço desculpas por gostar demasiadamente de você!
Não, não tenho medo do que sinto, mas temo sua reação ao que sinto por você!

Tens medo, acanha-se...
Assustou-se por uma simples declaração de carinho!

Nunca antes, alguém revelou o quanto adorável e querido és?
Não podes condenar-me, por adorá-lo.
Ou pode?

Esqueça o amor platônico!
Permita-se sentir algo real e tangível!

Deixe o desconhecido tomar conta dos seus sentidos!
Perca o controle e, encontre-se em meus braços.

Não te dareis apenas prazer,
darei carinho, colo e conforto.

O quê mais. um assustado rapaz, poderia querer?

Não me arrependo por querê-lo em demasia,
nem muito menos por gostar tanto.

Contudo, me arrependo de não ter sido cautelosa e,
ter a certeza, de que estavas pronto para aceitar o que sinto.

Sim, neste ponto você está imaturo por demais.
Entretanto, nada do que o tempo não dê um jeitnho.

Quanto a você,
gosto cada vez mais.

E, teus olhos me possuem cada vez mais.

Teus beijos, cada vez mais me eleva aos deusees.

Só quero saber dos seu beijos, nada mais!

Você pensa demais, sente de menos...
Pare de se controlar!

Pense menos, sinta mais!

quarta-feira, 25 de março de 2009

A Esfinge

No labirinto emocional do universo paralelo, encontramosuma frágil e doce menina, que sonha e vive romances inventados.
Num breve momento de auto consciência, a menina que antes adormecida, desperta e, assim desprende-se do mundo encantado de seu interior.
Neste momento de revelação egoíca, a menina se vê diante da Esfinge.
E, nesse interim, lhe é revelado todo um universo anímico que pensara não mais fazer parte de si. A Esfinge, na verdade, era seu alter ego, revelando-se miticamente de forma metamorfoseada. A cabeça de falcão, simbolizando o olhar de longo alcance,que só se chega via cognição, em outras palavras, a razão pura e meticulosa. O peito de leão, simbolicamente representando a emoção e a coragem, pois o feline é um caçador ábil e voraz.Contudo, precisa viver em bandos, protege seus semelhantes... E, tendo como base corporal, a cauda da serpete, remetendo a agilidade e a presteza motora...

conto em construção, esperando colaboração da minha maga conselheira MC.








http://pt.wikipedia.org/wiki/Esfinge

http://pt.wikipedia.org/wiki/Esfinge_de_Giz%C3%A9

terça-feira, 17 de março de 2009

Seus olhos me dizem
tudo que sua boca cala

Seus beijos
ah, seus beijos

Provocam erupções emocionais
desejos e anseios

Não fazes idéia do quanto lhe quero
lhe adoro

Os dias passam
e todas as horas
tudo que faço
é pensar em você

Lembro de como seu olhar
me deixa segura
me sinto bem
simplesmente bem

Um simples e meigo olhar
me possui, me acalenta
me acalma a alma

Sem falar nos beijos
Seus beijos são como uma doce melodia
que fazem das batidas do meu coração
baterem num compasso harmonioso

Nada do que escrevo
consegue descrever fielmente
o que de fato sinto
quando estou com você

Você me faz bem
me deixa num estado de espírito
que antes era desconhecido

Na verdade
fazia tantos anos que não experenciava tal estado

Estado de espírito adormecido
e por você suavemente despertado

E eu adoro você
por tantos motivos
os quais não têm palavras

Apenas meu coração saberia traduzi-los
e com meus beijos você pode decodifica-los.

Adoro o fato de sentir
que gosta de mim

É tão bom gostar
de quem gosta da gente

Fato raro e estimado

Não vejo a hora
de poder chama-lo de
meu namorado

Anarquia emocional ou loucura hormonal?

Teu olhar me tem
paralisa

Teus beijos
me entorpecem
não sei explicar

Fico imóvel
sentindo inúmeras emoções

Emoções que não me deixam
raciocinar

Tua lingua
reações sensoriais indescritiveis

Fico em suas mãos
Sinto- me tão sua
sem o ser de fato

Fantasio sobre como deve ser
ter você

Contudo,
prefiro ir no seu ritmo
sim, prefiro ir devagar

Se fossemos no meu ritmo
estragaríamos tudo

Então, te peço
peço inúmeras vezes
em forma de súplicas

Não me beije tão docemente
Não me olhe tão ternamente

Eu não estou preparada ainda
Não ainda

Ainda não
esperemos mais um pouco

Deixa eu ter certeza
que eu posso me entregar a esse sentimento

Sem arrependimento
sem sombra de sofrimento

Não, não me olhe assim
não me beije assim

Teu beijo,
Tão doce

Teu olhar
tão terno

Fico em suas mãos
e isso me torna vulnerável

Ainda não estou preparada
não ainda

Mas, ah como eu quero
ser sua namorada

Poema em construção ...

(Falta alguma coisa, modificações na estrutura, nas palvras?)

segunda-feira, 16 de março de 2009

Adoro esse filme!

Mero Acaso
mero-acaso-poster01t.jpg (4526 bytes)A incrível história de coincidências envolvendo uma americana que parte rumo a Londres e três amigos inseparáveis, que vivem na capital britânica. Com Joseph Fiennes e Rufus Sewell.










seta3.gif (99 bytes) Ficha Técnica
Título Original: Martha Meet Frank, Daniel and Laurence
Gênero: Comédia Romântica
Tempo de Duração: 88 minutos
Ano de Lançamento (Inglaterra):
1998
Estúdio: Channel Four Films / Banshee
Distribuição: Miramax Films
Direção: Nick Hamm
Roteiro: Peter Morgan
Produção: Grainne Marmion
Música: Ed Shearmur
Direção de Fotografia: David Johnson
Desenho de Produção: Max Gottlieb
Direção de Arte: Mark Raggett
Figurino: Anna B. Sheppard
Edição: Michael Bradshell
Efeitos Especiais: Cinesite Ltd.


seta3.gif (99 bytes) Elenco
Monica Potter (Martha)
Rufus Sewell (Frank)
Tom Hollander (Daniel)
Joseph Fiennes (Laurence)
Ray Winstone (Pedersen)
Deborah Weston (Passageira da primeira classe)
Geoffrey McGivern (Agente de viagens)



seta3.gif (99 bytes) Sinopse
Laurence (Joseph Fiennes), Frank (Rufus Sewell) e Daniel (Tom Hollander) são amigos inseparáveis. Até conheceram uma bela americana, Martha (Monica Potter), recém-chegada a Londres. As confusões têm início quando os três se apaixonam pela moça.



seta3.gif (99 bytes) Pôsters
- Clique nos cartazes para vê-los ampliados em uma nova janela.
mero-acaso-poster01t.jpg (4526 bytes)mero-acaso-poster02t.jpg (4681 bytes)



seta3.gif (99 bytes) Imagens
- Clique nas imagens para vê-las ampliadas em uma nova janela.
mero-acaso01t.jpg (3351 bytes)mero-acaso02t.jpg (3021 bytes)
mero-acaso03t.jpg (3772 bytes)mero-acaso04t.jpg (3287 bytes)